segunda-feira, 2 de maio de 2011

Você sabe ouvir o conselho amargo de uma amiga?


Não é só você, todo mundo que ouve uma crítica tende a repeli-la. O "você está errada" salta da boca sem que tenhamos controle! Permitir-se ouvir e ser ajudada é um dom que pode salvar-nos de muitos micos visuais e abismos sentimentais.

Eu ouço demais. Até quem não deveria ouvir. Desde pequena minha mãe dizia: deixe de ser idiota, quem está lhe fazendo o favor de pontuar algo que não vai bem na sua vida é a sua mãe! Sua amiga! Isso é um presente! Porque é muito mais fácil ficar calada, ver você se dando mal, mas me achando a sua melhor amiga do que ficar falando coisas que você até enxerga, mas faz questão de se enganar. Minhas duras palavras são um presente amargo, mas um presente.

Aprendi a lição. 

Minhas melhores amigas sempre foram as minhas principais salvadoras. Não porque vieram me defender com uma espada, mas porque me deram um toque e eu fiz de suas palavras um ótimo escudo, até contra mim mesma, quando me via perdida em autoengano.

Se você acredita que o que o outro está dizendo é bobeira, é porque não o considera amigo. Se só vive rodeado de quem o elogia,  não tem amigos de verdade. Amigo vê a gente de fora e não tem medo de perder a nossa amizade, porque sabe que é isso o que esperamos dele: a verdade. É por isso que nos abrimos para os amigos, eles são os melhores analistas que podemos ter.

Em retribuição sempre dou um feedback: continuem falando. Porque vou continuar ouvindo e melhorando a minha vida com as suas generosas amargas palavras.

Assim... Você sabe ouvir o conselho amargo de uma amiga?

8 comentários:

Carol Gregori | Vila Madalena disse...

Olá!!!.. Adorei receber sua visita e seu comentário no nosso blog viu!?.. Já estou te seguindo..Adorei seu blog,super lindo!.. Um beijãooo.. e obrigada pela visita mais uma vez.... (muito feliz por isso).rsrs


carolgregorivilamadalena.blogspot.com

Malu disse...

Isso depende do conselho, as vezes tem aquela que não quer dar um conselho, quer deixar vc chateada....
Mas conselhos sempre são bem-vindos...
Agora no outro lado, existem pessoas que não gostam mesmo de uma opinião sincera, vc dá sua opinião, a pessoa tem o direito de decidir se quer ou não, mas existem aqueles que levam para o outro lado. Muitas pessoas não enxergam que vc está tentando ajudar, eu até tento ficar quieta, mas eu sempre tenho que dar a minha opinião...rss...eu acho que o pior de tudo ao dar um conselho, é quando vc tem certeza que aquilo não vai dar certo, avisa a pessoa, mas mesmo assim ela faz e o inevitável acontece...hehe...só resta a frase clássica, eu avisei!
Eu fico pensando que o detalhe é não ser tão direta, tentar contornar, assim talvez a amiga não fique chateada....

Missionária Bella Dourado disse...

Conselho quando não é pedido... hum!!! Se for bom deve ser comprado na fármacia.

Assim eu escuto sim as opniões de pessoas que eu considero que me amam e que mesmo que sejam contrário ao que eu desejo, eu reflito e se for o caso mudo a rota.

Meu problema mesmo as vezes é saber que conselho dar a tantos e-mails e contatos de msn.

Tem um caso de divócio que digo menina por favor não volte, se vc voltar ele vai te matar , o histórico é de psicopata, daí tudo bem, passa semanas o homem volta a virar príncipe e ela cheia de dúvidas de novo, é necessário mais que conselho preciso orar sem cessar para que DEUS faça obra na vida dos dois.

Tem outro caso de uma blogueira, que é uma confusão só, ja desisti dos ocnselhos, pois ela diz e diz diz as coisas , não é coisa para uma humilde missionária , é algo para DEUS direto e um bom psiquiatra.

Por hora se a blogueira amiga quiser me dar uns conselhos serão bem vindos, pois aqui transborda inteligência.

bjs

Carolina disse...

Conselho se fosse bom não se dava, se vendia.
Acho complicado. Depende muito do conselho, pois ele vem adicionado das percepções alheias e nem sempre é a realidade mesmo. Claro que as pessoas que nos amam constantemente nos dão feedbacks e devemos estar antenados,prestrar atenção, reletir, mas é necessário filtrar o que se ouve e certa cautela. Se for realmente válido e tem a ver com o que eu acho, mudo os conceitos com certeza.

bjão

Ana Martha disse...

Hummmm... sinto que este seu blog coube direitinho em mim.
Escreve muito bem!
beijos

Angela disse...

Olá Flávia, vim agradecer seu comentário no meu blog e conhecer o seu! Adorei, cheio de bons textos e dilemas!!!Conheço sim a Georgia!
Beijos e uma ótima e produtiva semana.

Aninha Valeska disse...

Nesse mundo tão veloz, tão capitalista e individualista também, as relações têm se tornado mais um negócio e jogo de conveniências. E nessas incluem-se 'amigos' tais, aquele que badala com você, vai ao shopping, ao cabelereiro e, de tão íntimo, quase entra em você e toma sua identidade. Vejo muito isso. Amizades por conveniência. Mas evidente que não é dessa que você fala, mas daquela outra, tão rara e que faz a diferença na vida da gente, com a sua presença ou sua ausência, com elogio ou crítica, com tapas e beijos... os amigos de verdade. Eu já escrevi uma vez sobre esse sentimento (http://avaguedes.blogspot.com/2011/03/das-amizades-que-gente-pensa-que-tem.html)e, na minha forma de expressar, relatei o quão difícil é para os outros aceitar uma crítica, o quão difícil é ser amigo/a de verdade. Graças a Deus, ou à minha sensibilidade, eu os tenho e estes são contados nos dedos! Como dizia Vinícius de Moraes, “a alguns deles não procuro, basta saber que eles existem. Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida”. :)

Renata C., UMA EXPATRIADA (esposa, mae, mulher...) disse...

TB ACHO QUE AMIGA DE VERDADE FALA, AJUDA, APOIA, ETC, ETC. SEMPRE DIGO QUE QDO EU PARAR DE FALAR ALGO "COM VC", ABRE O OLHO: "VC NAO ME IMPORTA REALMENTE". CRUZES! MAS E' ISSO MESMO: SE FALO E' PQ AMO, PQ ME IMPORTO, E PREFIRO RELACIONAMENTOS DO MESMO JEITO COMIGO. SEMPRE DIGO: SE EU ESTIVER FAZENDO ALGO ESQUISITO, ERRADO, SEI-LA-O-QUE! ME AVISEM!

MIL BJS!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...