domingo, 3 de agosto de 2008

AS PESSOAS ABUSAM QUANDO TÊM LIBERDADE?


Fico entre a casa do meu namorado e a da minha mãe, que ficam a 170 km de distância. Eu estava vindo para a casa dele na sexta e vim de carona com minha sogra. Estava sem chave e meu namorado estaria operando, ele é médico. Ele disse para ela me esperar, mas não citou que eu estaria sem chave, mas precisava? Não. Ele nem precisava ter pedido porque eu chegaria às três e meia da tarde, ainda no horário de trabalho dela.

Mas... quando liguei do celular, por acaso, para avisar a ela que estava chegando, adivinha!? Nada! Ai começou uma correria. O celular do Jorge não atendia, tive que pedir com jeitinho para minha sogra me levar ao hospital e alguém falar com ele no centro cirúrgico e uma trabalheira só. Quando enfim entrei em casa, encontrei o curto e direto bilhetinho:

"Flavia, o Jorge me pediu para te esperar, mas eu lembrei que tinha dentista às 15h."

Tive vontade de pegar o telefone e morder ela. Como assim!!!?? Quer dizer que ela é quem faz o próprio horário agora??? Ela tem carteira assinada e tudo certinho, mas entra e sai como se não tivesse vínculo empregatício!?? Me contive e não liguei. Quando Jorge chegou, à meia noite, eu disse o que havia acontecido ele não acreditou.

Conversamos e chegamos à conclusão de que a culpa é nossa. Ela vem 3 vezes por semana e está quase sempre sozinha. Além disso, sou muito liberal. Não fico conferindo nada, não desconto atrasos, passa roupa vendo TV e ouve rádio alto como se estivesse em casa. Eu vejo isso como uma vantagem! Quer coisa pior do que patroa no pé? Mas parece que ela não aproveitou! Tudo vai mudar!

Agora à noite, treinando meu discurso para acabar com o raça dela amanhã, fiquei me perguntando: As pessoas abusam quando têm liberdade?

9 comentários:

canseidexuxu disse...

Hahaha, que ódio!
Mas o assunto é interessante, sempre penso nisso. Sou permissiva, mais por não saber dizer não (nem pedir o que quero), do que por decisão pessoal. E percebo que sempre me dou mal! As pessoas com a qual tive que lidar agiam de forma folgada e irresponsável, mesmo eu sendo a legal e amiga. Não tem jeito, dedicação e responsábilidade são consequências da disciplina...

Muito bom teus textos!
Vou vir sempre!

Beijos
Xu

Fê Costta disse...

Oi querida!!

Nossa, isto aí é o famoso "mal necessário"! E outra, você pode trocar quantas vezes precisar, sempre haverá alguma com problemas... Aliás, vc só troca o problema, entao tem logo que verificar qual tipo está disposta a aguentar. Aqui na minha casa passaram várias... a última foi a melhor de todas, mas o problema dela é que quebra tudo... logo, fico sem casa! rsrs

Bem, sobre a Rep. Tcheca, que bom que está gostando da viagem!! Você vai gostar ainda mais quando estiver lá ao vivo!

Eu passei apenas um dia em Cesky Krumlov... Saí de Praga pela manhã, passei corridamente em Cesky Budejovice e depois fui para Krumlov, retornando à Praga no fim da tarde.

Cesky Krumlov é pequena, mas sou à favor de quanto mais tempo tiver para desfrutar uma cidade, melhor é, logo acho legal que vc passe dois dias lá. Você pode tirar uma manhã ou uma tarde destes dois dias e ir até Budejovice, que está há apenas 15 kms, mas lá é bem mais modesto e não tem esta "aura" linda que Krumlov tem. Portanto, acho que Budejovice não merece um dia inteiro. Ao meu ver, acho mais válido passar mais tempo em Krumlov.

Quando é que vc vai? Vai pegar frio lá, héin?! Eu fui em pleno verão, no auge e peguei dias com 30 graus e dias com 15 graus... Esse tempo louco europeu, que cada dia está de um jeito...

Qualquer outra dúvida, me fala! Ah, vc tem que ir até Karlovy Vary! Será meu próximo post e é uma cidade fofíssima! Parece cenário de novela!

Bjs pra vc! ;))

simone corpo,mente e arte disse...

Oi, liberdade é uma palavra linda,o difícil é a prática.
Relação com trabalhadores domésticos são mais complexas ,pois é diferente de empresa onde vc e o chefe estão no trabalho, trabalhador doméstico está no trabalho e vc em sua casa.Mas alguma regras facilitam a vida de ambos ,como estipular horários, faltas, coisas q quebram qual as consequências de não cumprir os combinados,tal qual é numa empresa, assim evitaremos esses contratempos.Boa semana. Simone

Carolina disse...

Sim Flavinha as pessoas abusam da liberdade e isto não é "privilégio" somente de domésticas. Trabalho com gestão de pessoas e percebo,cada vez mais, nestes quase 15 anos de profissão que liberdade é tão subjetivo... Cada um usa como pode e tem pessoas que não estão acostumadas a ter e tem pessoas que não sabem usar. É tão complexo!
bjos meus e boa semana!

Menina de óculos disse...

Eu acho que as pessoas, às vezes, abusam sim. Elas ficam sem controle e passam a desconhecer seus limites.

Carla disse...

Algumas pessoas não sabem ao menos o significado da palavra "liberdade". E a história de que se der a mão a pessoa vai querer o braço inteiro, é a triste realidade.
No quesito domésticas e faxineiras, é sempre mais complicado, já que elas ficam a maior parte do tempo sozinhas, e a comunicação, com a correria do dia-a-dia, acaba sendo feita por bilhetinhos...
Concordo com o que a Fê Costa diise: pense bem antes de trocá-la e analise os prós e contras, pois você pode trocar o nome, e o problema continuar o mesmo...
Bjôoooo

JAMINE BRUNO disse...

pois sim...a liberdade nem sempre e bem aproveitada...infelizmente, muitas pessoas nao sabem lidar se nao tem uma pessoa ' no pe" conferindo cada atividade realizada...assim e o ser humano...

de volta a belgica hehe...

bjos ;)

ale disse...

A resposta é sim! Não tenho dúvidas quanto à isso, até porque eu mesma funciono um pouco assim.

Lucia Cintra Stevenson disse...

Acho que muitas vezes tem a ver com o carater da pessoa. Tem gente que nao esta nem ai e tira vantagem sim toda vez que pode, nao importa qual profissao.

Mas mesmo sendo empregada, ainda concordo 100% em deduzir qualquer falta, atraso e coisa parecida. Coisa que acontece em qualquer outro emprego, pq o dela seria diferente? bjos, Lu

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...