sexta-feira, 7 de maio de 2010

Orientar empregada ainda é obrigação da mulher?

Há uns dois anos atrás fiz um cruzeiro com um casal de amigos que estava indo morar junto. Ela mudaria para o apartamento dele. Onde tudo já estava pronto e a empregada era de anos.

- Assim que voltarmos estou pensando em como vou falar com esta empregada dele. Estou até pensando em trocar. Porque você sabe eu que tenho que dar as ordens agora, tenho que mostrar como eu gosto das coisas. Afinal, isso é papel da mulher.

É?

Há uns meses atrás estava em uma roda de amigas e este foi o assunto: todas reclamavam de suas empregadas. Pensei se homens perdiam tempo com isso em seus encontros regados a cerveja.

- Ah! Nem ligo muito não. Não adianta comprar coisa bonita que a empregada quebra mesmo - Já este foi o discurso de um amigo que mora sozinho e comentou que não comprava coisa muito valiosa para casa, na maior tranquilidade.

Esta semana estava bem injuriada com a empregada da casa do meu namorado. Ele colocou algumas camisas para dar e ela tomou a "iniciativa" de pegar duas para fazer de pano de chão. Pegou duas Ralph Loren e picotou bem picotadinhas. Quase enfartei e já ia falar quando pensei: E! As camisas são dele! Ele que fale.

O mundo mudou, as mulheres se dizem tão independentes, mas quando a casa não anda bem, ainda parece que ela está "fracassando" como esposa.

Por isso, segurando minha lingua fiquei pensando... Orientar empregada ainda é obrigação da mulher?

12 comentários:

Dri - EveryWhere disse...

Ai esse post nao resisti... sempre leio seus posts no Reader e acabo nunca comentando, mas Fla esse ficou burguesia-medio-classista-Brasileira demais!!!

Serio mesmo que rola esses papos entre suas amigas?
Choquei agora!

Jah nao basta a "moleza" de ter alguem que faz TUDO na casa pra voce, cobrando um salario baixissimo, ainda vao gastar tempo se preocupando que a empregada nao faz bem feito?! Oi?

Como diria minha avo (que eh daquelas Portuguesa moda-antiga, e que limpa tudo de novo depois que a faxineira vai embora): Quem quer bem feito, faz. Quem nao quer, manda fazer.

LICIA TATIANE disse...

É,por mais que os tempos evoluem,tem coisas que parecem que nunca vão mudar e uma delas é relacionar a mulher com a casa e os filhos.Aqui em casa acontecem coisas engraçadas,quando é para dar ordens meu marido fala que ele é o ´´homem da casa´´e quando é pepino eu que sou a dona e os filhos são meus.Mas acho que vai demorar mais um pouco para os homens intenderem que filho e casa são da responsabilidade do casal e não apenas da mulher!E sim,quando vou beber com minhas amigas,até mesmo quando tem algum homem no meio nós falamos também sobre tudo do universo masculino e feminino.

Luciana Klopper disse...

Eu nao aceito esse tipo de papo entre amigas.r rsrsrsr Socorro!
Meu marido é chatissimo com quesito casa, já é um estresse diário aqui em casa..tô fora!

Luciana Håland disse...

Não sei se ainda é obrigacão da mulher, mas bem que as mulheres gostam, e assim ficam no comando da casa. Acho também que homem liga menos pra muitas coisas, e liga muito pra outras tantas, questão de valores e prioridades. O homem talvez não ligue para o que vai ter no jantar, mas ligue para como o cara limpou o carro dele, coisas do tipo.

Eu não sei, näo tenho empregada, cuido da casa e meu marido ajuda, e geralmente gosto de fazer sozinha, o que me fez perceber um lado meu de controladora.

E concordo com a Dri, quem quer bem feito faz, por isso faco.
Mas conversando com amigas no Brasil, eu percebo que isso de conversar sobre empregada doméstica, babás, é pra tirar de chique.

Beijo

Beta disse...

Se a empregada for sua sim....rs

Sei lá, acho que os homens deixam as coisas nas mãos das mulheres.
Eu, particularmente, não gosto que meu marido se envolva.

bj

Tati Pastorello disse...

Eu estou aprendendo a "largar essa rédea". Aqui em casa não tem empregada, portanto as tarefas são divididas. No início do casamento também achava que tinha que ser do meu jeito. Mas por que? Chato para ele ter que fazer, em NOSSA casa, as coisas do jeito que EU determinasse. Agora a divisão é mais igualitária. Ele faz as tarefas dele no ritmo e do jeito dele, e eu cuido das minhas. Estou muito menos estressada assim!
Beijos.

Lucia Cintra disse...

Eu bem que queria ter esse problema... quem me dera poder ter alguem aqui em casa pra me ajudar.

Vou ter que concordar com a Dri, sabe? Eu sou do tipo daquelas pessoas que acredita que se voce quer algo bem feito, que faca voce mesmo. Entao eu faco.

bjos

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Sou bem desencanada com essas coisas de casa... Acho que se um dia tiver empregada é capaz de eu arrumar uma daquelas mais velhas e bem experientes e deixar tudo na mão dela, ela que faça do jeito que achar melhor pra me livrar dessa pior chatice do mundo que são as tarefas domésticas, desde que fique limpo e não jogue minhas coisas fora, tá valendo... rsrsrs...

Abçs

jaqueline disse...

ola querida..juro que bateu uma pontinha de inveja desse papo. e que aqui o maximo que podemos ter e uma diarista uma vez por semna e so por 3 horas.... e a vida aqui e dura.... porque o papo entre minha amigas e como e bom fazer ferias no brasil e sempre tem alguem fazendo a comida, limpando a casa e ate brincando com os pitocos ... e um sonho,... por isso se e coisa da mulher ou do homem nao sei te falar... bju e bom final de semana,..

Natalia disse...

Concordo que reclamar dos serviços de uma pessoa que recebe um salário baixissimo é complicado.
Afinal, ter uma pessoa para cuidar de algums tarefas domésticas já é meio caminho andado.
Enfim, mas tenho que discordar quanto aos assuntos que um grupo de amigos conversa. Qual o problema de conversar sobre a doméstica da sua casa?? afinal, podemos falar sobre a crise na Grécia, pular para a doméstica, falar sobre o Iraque, amores, enfim... sem parecer fútil, ou qualquer outro rótulo. Estar num bar com amigas é um daqueles poucos momentos em que você tem a liberdade de conversar sobre tudo o que desejar, sem restrições.
Acho que esse é o único ponto que discordo dos comentários, sem ofender.

Cláudia Acourt disse...

KKKKKKKK ... li o post e pensei: caramba, que pensamento diferente do que eu tenho hoje! Vou comentar. Ai, chego aqui e vejo que a Adriana falou o que eu pensava em dizer.

Marina disse...

Não é porque ganha um salário baixíssimo que tem que fazer o trabalho mal feito. Se a pessoa contrata uma empregada é porque quer que ela cuide da casa, senão guardava o dinheiro e fazia ela mesma. Não é porque tem um pouco mais dinheiro que vai ficar fazendo caridade e pagando pra uma pessoa que não faz o serviço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...