segunda-feira, 26 de julho de 2010

Cheque em branco. Até quando continuar rasgando?

Agora entendo o que significa desperdiçar tempo. A vida é contabilidade – diz o bancário que vive dentro dele. – É uma quantidade de dias preciosos que uma pessoa só tem permissão de sacar um por vez. Não se aceitam depósitos... Usei muitos dos meus dias para dormir. Um a um, o que mais fiz foi esperar que eles passassem. É muito comum uma pessoa simplesmente encontrar um lugar seguro para esperar tudo passar... Eu fui preguiçoso. A vida passou e eu fui levando. Sempre dois passos atrás. Sem risco. Por isso, agora, chega de esperar.

Estou lendo um livro chamado “Mil dias em Veneza” de onde saiu o trecho acima. Há tempos não pegava um livro daqueles que qualquer segundo livre, você corre e se joga nas linhas!

Uma história real de Fernando e Marlena (foto). Ela americana, ele italiano. Fernando só conseguiu entender que havia esperado a vida inteira quando já estava com mais de 50 anos.

Fernando mostra como nos escondemos do futuro. Queremos o novo, mas apenas se ele vier com um carimbo dizendo: seguro!

Várias pessoas morreram ontem. Para elas, não há mais como sacar um dia novo amanhã. Para elas, não há nem mais como viver o hoje. Desperdiçar um dia é rasgar um precioso cheque em branco. O valor no fim do dia são as marcas que você irá deixar.

Pessoas acordam na segunda só pensando no fim de semana. A semana tem 7 dias, se apenas 2 te fazem feliz, você vai passar mais que o dobro da sua vida insatisfeito? Isso nem é dormir, é hibernar.

Tanto na segunda como no sábado o cheque em branco é o mesmo. Se você vai usá-lo brigando com alguém que não escuta ou ouvindo música clássica a opção é sua, o cheque está em branco e só pode ser assinado por uma pessoa: você.

Por isso, desde que passei pela página 29 do livro, onde está o trecho acima, fiquei pensando. Fernando esperou mais de 50 anos para usar seu cheque em branco. Mas é preciso espera té lá? Até quando continuar rasgando?

7 comentários:

Albuq disse...

Menina, tenho que ler esse livro, porque sou exatamente assim, fico na segunda imaginando o sábado.
kkk preciso repensar meus conceitos. bjs

Ich, Hausfrau disse...

poxa, esse post me fez refletir muito! me identifiquei bastante em ficar desesperadamente esperando pelo findi semana, sendo que todos os 7 dias da semana podem ser felizes para mim, pq isso só depende de mim... valeu pelo puxão de orelha... ou seja, pelo ótimo post. bjo

Bia disse...

Já tem um tempo que tenho deixado de esperar e tentado fazer acontencer.
Que reclame quando sente vontade de reclamar, mas que também, faça alguma coisa para mudar!

bjs

Mary disse...

Faz algum tempo que tenho falado menos e agido mais, afinal o tempo não pára!

Layla Barlavento disse...

Pois é amiga, até quando? Vou por o livro na minha lista de leituras.

Beijos na alma!
Layla Barlavento
culpadowalter.blogspot.com

Juliana Villagio disse...

Aff, eu adoro tanto o fds, que realmente chego na segunda pensando na sexta. (???)

Mas é verdade, não só do tipo que espero acontecer, eu gosto de fazer as coisas acontecerem.

; )

Adoro isso aqui menina! rs

Andrea Pagano disse...

Somos assim eternos insatisfeitos, vivemos o hoje mas pensando em viver o melhor somente amanhã...
Ou será que é porque somos otimistas em acreditar que o amanhã é melhor do que o hoje...Vixeee
Bjs e ótima semana para vc!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...