segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Senhor eu mesmo... Pare! Agora?

Não há coisa mais destrutiva na vida do que ir levando.

Ir levando é ir se enganado, fingindo para si mesmo. É caminhar para o precipício, com as próprias pernas, acreditando que no fim tem um arco-iris.

Nenhuma situação se resolve, porque alguém foi levando. O ir levando sempre faz o problema se acumular, e a pilha vai ficando grande, o ódio aumentando.

Ontem minha madrasta comentava sobre uma amiga que vive um casamento infeliz.

- Mas eles não estavam se separando há uns dois anos atrás? - perguntei.
- Pois é, eles vão levando.

Ir levando é achar que em algum momento um mágico, uma força maior, ou "o outro" vai resolver o problema, sem que precisemos nos posicionar. Por isso é tão delicioso.

Mas não é bem assim. É como uma torta de chocolate: aplaca nossa ansiedade do momento, mas em troca traz a conta no culote. E o problema que trouxe a ansiedade, que levou até a torta? Continua lá! Só que agora você tem 2.

Uma amiga me contava sobre uma outra amiga que está com festa programada e convites distribuídos para o casamento. Mas... ela mesma sabe que o homem que vai esperá-la no altar é alguém que... digamos... já deu sinais de que é egoísta, para tudo. E vamos combinar que com egoístas só se divide copo de veneno. O mesmo teto: nunca!

Desde agora ele dá sinais de que, seguindo a onda jovem guarda do blog hoje: daqui para frente, nada vai ser diferente. Ela que se esforce para se enquadrar ao estilo dele!

A moça, amiga da minha amiga, pode até seguir o casório, por não ter forças para acreditar em si mesma e buscar coisa melhor, no momento. Mas é preciso dizer a si mesma: Parou a ilusão! Posso até seguir em frente com esse casamento, mas tenho que me preparar para o inferno! Porque é lá que estou escolhendo viver.

Mesmo que não dê para resolver a situação no momento, ao menos temos que fazer o que não custa dinheiro, só um pouco do seu tempo. Dar um basta no "ir levando" e cantar com Vanderléia: Senhor eu mesmo... Pare! Agora?

19 comentários:

Déia disse...

Péssimo ir levando situações que já são inviáveis...

É tempo de decisões!

bj

www.comtextosdavida.com disse...

Isto é característico do ser humano.Mudar demanda trabalho e trabalho demanda esforço. Às vezes fazemos tantas concessões que vamos amputando parte de nós mesmos para cabermos naquela situação (caixa), quando nos damos conta não somos mais um ser humano por inteiro,estamos alijados da vida que deveríamos vivê-la por inteiro e com coragem. Daí vem a depressão, a angústia e muitas outras coisas.

Nane disse...

Tomar uma decisão, normalmente é um caminho espinhosos e que a grande maioria não está disposta a passar!

Laís Doce disse...

Ir levando pramim é o mesmo que ir empurrando com a barriga..e isso não rola....não consigo me ver em uma situação que não esteja satisfeita...A vida é muito curta pra gente não ser feliz todo o tempo!!
Ahh e muito obrigada pela visita e volte seeeempre!!! bjsss

Isadhora disse...

Oiii...
é... a internet nem sempre ajuda...
Nao faz mal...
Quando puder, volta lá pra ver o link... E depois me diz o que achou! rsss

beijos

blogger disse...

achei seu blog por acaso,e achei fantástico!
parabéns!

Claudinéa Elias disse...

Este é o famoso, empurrar com a barriga, ás vezes nos conscientizamos que esta não é a melhor forma de levar a vida, mas ela mesma nos obriga a seguir assim, eu particularmente não consigo empurrar é pessoas falsa, graças a Deus elimino-as da mnha vida, mas francamente, todas nós com certeza empurramos algo com a barriga ou vamos levando uma ou outra situação.
Bjosssss

Bia disse...

Pura verdade Flavia... Acredito que duas grandes pessoas são responsaveis pelo meu destino, Eu e Deus. Mas não apenas o tempo... Não quero viver segundo a filosofia do Zeca Pagodinho!!!
bjao

Cleia Lucena disse...

Tem muita coisa que é pura ilusão e continuamos por um segundo de satisfação ou qualquer outra coisa que nos impulsione o coração... mas no fundo continua sendo pura ilusão!!!
E o "Pare agora" é dificil, mas necessário!

beijos

Paty Chuchu disse...

Oi,olha eu aqui de novo metendo o bedelho,kkk,mas adoro esse blog ..Esse negocio de "ir levando" ou como sempre digo" empurrrando com a barriga"(no meu caso barriga e´ o que nao falta"rsr),serio agora,as vezes e necessario,por falta de coragem,por falta de meios financeiros,tanto no relacionamento a dois ou na vida profissional acontece muito disso, e eu,ja fiz muito disso,as vezes sem perceber.Mas hj faco algumas escolhas ,que ,pra uns podem ate pensarem que seja egoismo da minha parte mas essa e´ a maneira que encontrei de dizer "Chega" .Dependendo muito da situacao,um simples "Nao" na hora certa ja e uma maneira de parar de "empurrar com a barriga",seja ao marido,aos amigos ,ao chefe,sei la, e as vezes ate´ pra nos mesmas.Essa e a minha opiniao..e. que cada pessoa encontre a sua propria maneira de parar de empurrar as coisas ne nao?Beijinhos

Paty Chuchu disse...

Ahhhhhhhh esqueci de falar minha mae adorava essa cantora, kk e, claro de tanto ouvir essa musica e outras acabei gostando tb kkk. Deu uma saudadezinha agora...beijinhos

Anônimo disse...

"E vamos combinar que com egoístas só se divide copo de veneno. O mesmo teto: nunca!" Adorei!!

Le disse...

O pior e que esses casais que vao levando nao tomam nem uma atitude para melhorar. Eu penso: se nao tenho coragem de me separar, vou fazer de tudo pra ficar bom! Vamos zerar e recomecar. Mas nao, essas pessoas se acostumam a viver de lamurias. Um vicio! Horrivel

Universitária,eu? disse...

Vc sempre usa referências de estética e peso.percebeu?

Linda Carioca disse...

Tem gente que empurra com a barriga porque não tem peito para encarar a realidade.

Essa guria mesmo que vai casar está implorando para ter uma vida infeliz ! Ela é retardada ? Está muito apaixonada e não vê a realidade ? Quer se exibir para as amigas porque na sua cabecinha idiota homem é troféu ? Qual é a dela ?

É preciso ter muita coragem para parar com uma situação que te faz mal porque para tomar certas atitudes você se aborrece, gasta dinheiro, sofre e tudo mais e os resultados aparecem a longo prazo.

Tem gente que se casa, resolve separar, se aborrece, gasta uma grana para separar, passa por um estresse absurdo mas uma hora tudo acaba. Dai, a pessoa percebe que mesmo com todo o sofrimento valeu a pena porque se livrou de vez de um fardo. Eu acho melhor se livrar logo de um problema do que ficar cultivando ele.

Albuq disse...

Detesto ir levando, mas, confesso que vou levando muitas coisas, inclusive coisas que deveriam mudar.Adorei a reflexão, como sempre você me faz repensar meus conceitos sobre mim. bjs

Fabielle Bacelar disse...

INÉRCIA...

Não nasci pra viver com ela no meu encalço...

Tem que ser corajosa pra encarar as consequências das escolhas que se faz, mas é melhor que não viver nenhuma experiência.. não acha?!

Ah... ia me esquecendo.. estou amando suas visitinhas lá no blog.. muito obrigada pelo carinho... e tô querendo ler seu livro novo Equilíbrio.. onde encontro pra comprar?

Bjo Bjo

elaine oliveira disse...

Isso me lembra outra música: a do Zeca Pagodinho...."Deixa a vida me levar".......rsrsrs....bom deixar levar ñ é o problema, o problema está qdo vc ñ consegue mais levar a vida!

Lúcia Soares disse...

Ir levando, esperando "um milagre" acontecer, esperando que as coisas se resolvam por si só, é uma loucura.
Uma estranha loucura, já que tanta gente o faz. Sou muito assim, vou levando pra ver como é que fica, de puro comodismo, ou cansaço.
Mas é o pior caminho.
Bj

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...