sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Você até pode ter boa intenção, mas o mundo é dos espertos?

Algumas mães ensinam aos seus filhos que o que a gente ganha de maneira esperta, lá na frente a gente paga de alguma maneira.

Outras ensinam que os fins justificam os meios. O importante é o resultado. Conseguir o que quer.

Mas também não se pode negar que: todo dia de manhã acorda um espero e um otário, qual deles você vai ser?

Voltando de NY, há duas semanas atrás, na fila de embarque para despachar as malas, já no Brasil, entramos na fila de embarque preferencial. Apenas dois casais na nossa frente e uma mulher linda, magra e esperta.

O funcionário da empresa aérea, sabe-se lá o motivo estava nervoso e foi perguntando pela fila:

- Tem o cartão vermelho? – foi perguntando de um por um até chegar à moça.

Ela respondeu qualquer coisa que ninguém entendeu. Ele perguntou novamente. Ela respondeu do mesmo jeito. Por fim disse ao casal da frente com ironia:

- Eu estou grávida! - fez o olho de todo mundo arregalar.

- Mas a senhora não parece grávida!

- Mas eu estou!

- E você! – ele se voltou para mim com grosseria. – Vai me dizer que também está grávida?

- Não. Por que? Eu pareço estar?

- Não! Porque essa ai da frente...! Olha só – voltou para a moça. – Você nem parece que está grávida!

- É porque eu estou de dois meses. O que é? Onde está escrito que eu tenho que provar que tenho que mostrar um documento de gravidez? Onde diz o tempo mínimo de gravidez que eu tenho que ter?

O homem ficou tão nervoso que tirou a gente da fila. E nós que, tínhamos direito a prioridade, de verdade, fomos encaminhados a uma fila bem grandinha. Por que ficamos lá? Sei lá! Acho que era o cansaço ou acordamos naquele dia para fazer o papel de otário de alguém.

Educação vem de casa. Esperteza também. A vida não é uma novela, as vilãs não vão pagar o preço no final como acontece nas novelas. O mundo está cheio de espertos bebendo margaritas no Caribe enquanto honramos nossa honestidade.
 
Por isso, é inevitável pensar: Você até pode ter boa intenção, mas o mundo é dos espertos?

20 comentários:

Quase uma alema disse...

Infelizmente em parte eu concordo com vc,porém quem tem problemas com alimentação, tipo bulimia anorexia, também demora a mostrar barriga. Não sei se foi o caso da guria do seu post, mas minha barriga só apareceu depois do sétimo mês, e era um saco eu ter que mostrar resultado de exame a toda hora, e acredito que em vários momentos algumas pessoas se perguntaram o que eu estava fazendo naquela fila.

Fabielle Bacelar disse...

É.. pode ser que ela realmente estivesse grávida.. ela tava de salto? Mas outra história.. realmente nos filmes e novelas o "mal" paga no final, mas existem aqueles filmes que até nós, pessoas honestas, ficamos torcendo pra o esperto "bom" se safar, mesmo que ele seja ladrão de artes ou coisa parecida..

Querendo ou não será que até nós desejamos internamente a esperteza mas não temos coragem de admitir?

Quantos já assistiram Dexter? Eu parei de assistir no 10º cap. da 1ª temporada.. sabe por que? Porque eu estava torcendo pelo assassino, não importa se ele mata somente assassinos, eu não desejo isso pra ninguém, o cara é doente e tem um monte de fã...

Ficam as interrogações....

Até mais.. bjo bjo

Ah!! e o sorteio do livro quando vai ser mesmo? (sorry, esqueci)

Sandra disse...

Antes de ostentar uma imensa barriga de 6 meses eu não me dirigia de maneira alguma à fila preferencial. Na verdade, muitas vezes fui retirada da fila comum.
Eu costumo dizer que gravidez para mim era "estado de espírito". Não fossem os 20kg a mais, passaria os nove meses sem qualquer diferença! Então porque seria diferente na fila?
Sinceramente, eu tinha vergonha de passar na frente das outras pessoas, porque sabia que não precisava daquilo.
Pena que nem todo mundo pense na sua real necessidade...
Beijos

Ana Flávia disse...

Oi chará pela metade!! rss`
É minha mãe sempre me diz que querer e não poder faz o coração doer! então tento conseguir aquilo que posso pois conseguir as coisas muito facil vai facil!!
e ser onesta não é braga não!!
bjokas

Albuq disse...

Oi Flávia, geralmente vejo cenas parecidas em fila de banco, e te garanto, os barracos são bem maiores. E o pior, a gente nem sabe quem tá certo ou errado! kkkk

Acho que o bom mesmo é viver com a consciência limpa!

bjs

mag disse...

Concordo com a Sandra, eu também teria vergonha de fazer isso, como o mundo ta cheio de espertinhos e as 'autoridades" ainda apóiam em certa maneira, colocando privilégios, como no aeroporto, bancos etc...aqui onde moro e' um tal de velhinho passar na frente da gente, ele faz tudo, ate' reforma a casa sozinho mas nao pode pegar fila no banco...mulher que pega o filho do vizinho pra passar nossa frente, rsrs..eu sei la' nao tenho coragem pra fazer essas coisas nao...

Lucia Cintra disse...

Mas pq ela estando gravida, ela tem direito de ficar nessa fila? Que prioridade eh essa que nunca ouvir falar? Pra mim isso nao eh esperteza, e sim falta de carater e vergonha na cara!
Bjos

Prity disse...

Fico braba com com tudo que considero injusto. O problema é definir o que é justo. Se mesmo os juízes brasileiros (vou falar do que sei) cada um interpreta a lei de uma maneira e as vezes totalmente diferente. O que será então que é justo de verdade?
beijos.

Raquel disse...

Às vezes o mundo pode até ser dos espertos, mas se for com muita falta de honestidade, acredito que seja por pouco tempo!!!

Agora, quanto à questão da gravidez, eu passei por uma situação bem parecida: estava eu na fila preferencial de um banco pois estava com 3 meses de gravidez, o banco estava lotado, de repente, do nada, o gerente me chama e pede para eu me retirar da fila, quando falei que estava grávida, ele me perguntou de quantos meses, logo disse que era de 3, sabe o que ele disse?? que a fila preferencial era somente para o sexto mês de gravidez em diante. Então, com a maior vergonha e ainda todos olhando pra mim, saí da fila preferencial e fui para a outra. Fiquei com aquilo engasgado! Como eu trabalhava no Tribunal de Justiça, procurei confirmar essa versão do gerente com um desembargador, resultado: a lei não especifica um tempo mínimo de gestação parapoder utilizar a fila preferencial.
No outro dia, voltei no gerente e esculachei ele na frente de todos que estavam no banco, inclusive levando em mãos o código civil, só me arrependo de não ter entrado com um processo contra o banco, agora estaria com um baita dinheiro na minha conta!!!

Beijosssss

LICIA TATIANE disse...

Bom,sobre gravidez eu entendo por que o preferencial,na minha gravidez eu passava mal,enjoava,a visão escurecia o tempo todo,do começo ao final,sem falar do peso depois do sétimo mês e ficar passando mal em pé durante 30,40min. não é fácil!Mas nunca gostei de passar na frente dos outros,geralmente eu entrava em fila normal e alguem me arrastava para outra fila.Infelizmente o mundo são dos desonestos e temos que ficar atentos,eu prefiro ficar em paz com minha consciencia e com Deus.

Cláudia Acourt disse...

Sim, Flavia. O mundo è dos espertos, è daqueles que gritam mais alto, daqueles que tem mais sorte, daqueles que se impoem, dos arrogantes etc. E o resultado nòs vemos na pessima qualidade de vida que somos rodiados, nos relacionamentos sociais e pessoais fracos, na angustia por ter que pertencer a um mundo do qual nao somos de acordo, nos sonhos nao realizados, enfim...
Eu acho que temos que ter boas intençoes, andar contrario à roda, ver o mundo diferente, usar novas lentes. Nao è facil. Quem faz assim è visto como bobo, otàrio, que acredia em papai noel. Pode ser, porem è mais feliz, nao esta morrendo de infarto, esta dando a volta ao mundo, esta escrevendo um belo livro, esta gerando um filho.
Tudo depende de como vemos a vida. Eu me pergunto: se fosse Dalai Lama no seu lugar serà que ele se sentiria injustiçado por ter sido trocado de lugar? Acredito, posso estar enganada, que ele veria as coisas de uma forma diferente, nao me pergunte qual, e isso faz com que ele seja admirado e invejado no seu estado de espirito. Vale pensar sobre isso nè!
Ah, para finalizar e atè me contradizer (rs), acredito tbem que quem muito se ajoelha acaba mostrando os fundos ... rs
Bjos

Cíntia Mara disse...

Acho que deve haver um equilíbrio entre ser otário e ser esperto. Eu não sou muito boa pra aceitar os espertinhos me passando a perna, não.

Uma vez eu estava na fila do banco, atrasada pra fazer prova na faculdade e chegou uma moça com um menino de uns 5 anos. O menino corria pra todo lado, nem se preocupava com a fila. Aí alguém falou com ela "pega seu menino que você passa na frente". A fila dela era diferente da minha, mas se fosse a mesma eu teria dado o grito, porque a preferência é para pessoas com crianças DE colo e não com crianças de qualquer tamanho NO colo.

Beijos

Ich, Hausfrau disse...

o mundo pode ser dos espertos, mas eu ainda prefiro manter meus princípios e carater! para mim, ter a consciencia tranquila é melhor do que se dar bem em certas situações. bjos

www.comtextosdavida.com disse...

Eu acho que o mundo é dos otários, porque existem mais otários que espertos. Eu sempre faço papel de otária.Eu me lembro de um quadro humorístico na tv, que o humorista diante de uma situação ficava ah!é é... eu!!! já fiquei assim várias vezes.Valeu o post.
bjs Lais

Luna disse...

verdade. Contra tdo oq acredito tenho visto que a fidelidade a um moralismo hipócrita não me leva a nada.

Tatiana disse...

Nossa Flavia, espero que nao, tento sempre pensar que no final acabam pagando caro por tanta esperteza!!
Obrigadao querida por ter visitado o "expatriada"!!!

Beijocas!!

Assinado: uma chica do Caribe tomando margarita..rsrs,(mas muito ética).

Linda Carioca disse...

Sabe que gostei tanto do seu texto que vou transformar o meu comentário em um post, de tão longo que ficou ?


Convido você e os leitores desse blog a irem lá ver, amanhã ! Beijos !

Marô disse...

Cada vez mais...
Cada vez pior!
Não sei se a moça estava ou não grávida,mas a Lei de Gerson é imperativa.
Tenho medo dessa busca frenética pela vantagem!
Beijo

Flávia disse...

Oi Flavinha!
Tudo bem???

Fiquei muito contente ao saber da sua viagem. Dependendo da cidade onde vai ficar e da sua disponibilidade, gostaria muito de encontrar você.
Claro que pode me mandar um e-mail, quantos quiser: flaviashiroma@vspjapan.com

Quanto à sua postagem, eu sempre preferi ser a ingênua, pelo menos não terei dívidas divinas depois.
É melhor ser vítima e dormir com a consciência tranquila do que fazer o mal e sentir remorso futuro ou ter que pagar ainda nesta vida.

Um beijão querida!

Lúcia Soares disse...

Não acho, não!
O mundo é de todos!
Viajei com minha filha, a neta de 2 anos, a nora grávida. (mas sem barriga, ainda).
Fomos para a fila preferencial.
Ninguém olhou torto, não! E olha que foram 4 voos. (2 de ida, 2 de volta).
Enfim, tem mesmo esperto pra tudo, otário pro que der e vier, mas há que se entender que aquele ( o esperto), mais dia, menos dia vai se dar mal...
Bj

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...