sexta-feira, 1 de abril de 2011

E as amigas, como vão?

Se tem uma coisa que a mulher faz quando casa é ir se afastando das amigas. Seja porque elas não aprovam o escolhido, seja porque você só quer ficar agarradinha no fim de semana. Delícia! Mas pode ser um caminho sem volta.

As amigas nunca devem ser abandonadas, porque elas são nosso termômetro de mostrar que estamos nos envolvendo demais, sendo ele muito mais do que nós mesmas, nos envolvendo demais com o trabalho.

Não estou falando daquelas amigas mães de outras crianças da escola do seu filho. Ou aquelas do trabalho. Estou falando das amigas de infância, de adolescência, de juventude. Aquelas que ficaram suas amigas por você e não apenas porque seus maridos se conhecem, fazem a unha no mesmo salão ou seus filhos vão ao mesmo médico de refluxo.

Semana passada recebi essa mensagem de uma grande amiga, a Luiza.

"O Chefe da Psiquiatria da Stanford afirmou, entre outras coisas, que uma das melhores coisas que o homem pode fazer pela a sua saúde é estar casado com uma mulher. Já para a mulher, uma das melhores coisas que ela pode fazer pela sua saúde é nutrir a sua relação com suas amigas.

As mulheres se conectam de forma diferenciada e oferecem sistemas de apoio que ajudam a lidar com o estresse e experiências de vida adversas. Este tempo com as amigas nos ajuda a criar mais serotonina, um neurotransmissor que ajuda a combater a depressão e que pode vir a criar um sentimento de bem estar geral.

As mulheres compartilham seus sentimentos. Nós compartilhamos a nossa alma com nossas amigas, irmãs/mães e evidentemente isso faz bem à nossa saúde. O Professor palestrante disse que passar o tempo com um amigo é tão importante para a nossa saúde quanto o exercício físico.

Uma vez, vi uma entrevista da Thaís Araújo onde ela dizia que não se afastava das amigas. Ela disse que ligava para as amigas e algumas diziam:

- Ah... Hoje eu estou ocupada demais!

- Eu também! Mas eu quero te ver! – ela dizia. - Se vira!

Tarefas do dia a dia podem esperar, o marido pode esperar, o filho também, mas amigas, quando deixamos de lado por muito tempo, podem não voltar mais. Outras aparecem, mas não é bom trocar de amigas sempre, elas são iguais a médico de família, quanto mais tempo te conhecem, saberão o melhor remédio para te ajudar.

O marido não quer que vá a um barzinho com as amigas? Ignore. Porque se ele te trair, for embora, vai ser com elas que você vai chorar e quanto mais amizades você tiver preservado, mais rápida será sua recuperação.

Por isso, aproveite o final de semana para refletir: E as amigas, como vão?

12 comentários:

Dahiane disse...

Infelizmente essa é a realidade da maior parte das mulheres. Seja porque casaram ou tiveram filhos, a maioria acaba se afastando das amigas. E ainda pior, mtas vezes isso já acontece no início de um namoro. Vejo que isso acontece com mtas das minhas amigas, elas acabam passando tempo demais com namorado e passam a dizer "não tenho tempo" ou até msm "não posso sair com vc", "ele não gosta que eu saia sozinha". Acho esse tipo de situação um absurdo! A mulher que faz isso perde sua identidade. E em grande parte das vezes acaba perdendo uma amizade duradoura em nome de um namoro-casamento infeliz e passageiro.

Luciana disse...

Difícil também é encontrar boas amigas.
Eu gosto de ter minhas amizades indepentende do marido, saio, fazemos festinhas, saimos pra bar e café, só não sei se as amizades são profundas e se serão duradouras, mas vou tentando já que minhas amigas das antigas estão espalhadas pelo mundo, mantemos contato via internet, mas difícil encontrar já que cada uma mora em um lugar diferente e distante.


Beijo

Sonica disse...

Querida Flávia,
Eu "cuido" das minhas amigas....penso que são mais importantes que muitos parentes (eles que não me leiam!).
infelizmente muitas mulheres não pensam assim, e quase abandonam suas amigas, que se náo forem "cuidadas", desaparecerão de vez....
Beijão e adorei te ver lá no meu canto!

Huandra Siqueira disse...

Belo post! COncordo em gênero, número e grau com todas suas palavras.
Confesso, inclusive, que tenho passado por isso com uma amiga que acabou de se casar. A gente quase não se vê mais e quando isso acontece o digníssimo dela está junto. Eu super gosto dele, mas acaba que a amizade fica sem sentido, pois não podemos falar de coisas que só dizemos quando os homens não estão por perto.Não dá pra ficar à vontade! Uma vez li num livro que o modo que os homens tem de se relacionar uns com os outros - quando criança - é através de brincadeiras de lutas e competições. Nós, pelo contrário, nos tornamos nos aproximamos de outras meninas quando trocamos confidências, segredos. Na minha opinião, é assim por toda vida e não só ma infância, mas fica difícil nutrir uma amizade quando há alguém no meio...

Bia disse...

É isso mesmo, amigas precisam ser valorizadas!!! Porém, não concordei com duas coisas... as amigas podem até sumir com o tempo, mas se deixarem de ser amigas, é por que nunca foi uma amizade verdadeira. E manter a amizade é bom, mas ficar pensando que é bom ter amigos pensando que um dia vai se separar? por que casar pensando no dia da separação? Por que fazer coisas pensando no dia de separar ao invés de viver como se o casamento fosse pra sempre, como deveria? E acreditar nele?

Ana Santos disse...

Flavinha,
Taí uma coisa que nunca entendi direito, viu? Acho uma tremenda ingratidão com as amigas que sempre estiveram ao seu lado quando estava só e de repente, pá ... elas tomam um PNB. Nunca permiti que isso acontecesse. Deve ser por ter visto a minha mãe muito sozinha depois da separação, ela não tinha amigas, e estava realmente só pra enfrentar aquele momento difícil. Uma das coisas que acho legal em meu marido, é que ele me incentiva a estar perto das minhas amigas, a encontrá-las, procurá-las. Ele diz que gosta deste meu lado “sociável”, rs. Bom pra ele, melhor pra mim. Um dia, nos tempos primórdios, ele cismou de implicar com um amigo (sim, amigO. Talvez por ciúme, mas deixa pra lá) e eu, muito rapidamente o lembrei do seguinte (com todo carinho e amor possível): “Vida, eu não vou me afastar dele ou de qualquer outra pessoa só porque você não é muito chegado. O dia que você morrer, eu vou precisar de todos os meus amigos para carregarem o seu caixão, pois os seus amigos estarão ao meu lado chorando sua morte, então benhê, desista da idéia”, rs*. Talvez tenha sido um pouco dura, mas foi logo no comecinho do nosso relacionamento e ele já sabe que valorizo e preservo minhas amizades, assim como incentivo que ele faça o mesmo. Saber quais amizades são verdadeiras e quais são apenas circunstanciais irá determinar quais nós devemos cuidar e manter, e quais devem ficar para trás. . É bom manter certos vínculos, amigos serão sempre amigos se soubermos cuidar deles, independente do estado civil.
Um beijo e bom fim de semana!

Anônimo disse...

Na minha situação nem sei se tenho amigas. Moro em outra cidade, bem longe da minha terra natal, por isso contato é somente pelo computador.E nem é pelo msn é por rede social mesmo (porque elas não tem tempo para msn). Já tem tantos anos que nem sei como está a cabeça delas... todas casadas, com filhos, uma já separada... é difícil manter contato e trocar ideias por redes sociais. Matamos saudades mas não sei se ainda as conheço, entende o que quero dizer ?

E na cidade onde moro não tenho amizades com a mesma mentalidade que a minha.Sinto-me só. Apesar de morar há uns bons anos eu nunca consegui me adaptar e tampouco fazer amizades duradouras. Parece que aqui todo mundo é descartável... se você passar um tempinho sem ver uma pessoa, ela já fica indiferente com você ou finge que não te conhece.Até te tira de rede social. Parece que aqui amizade tem prazo de validade. Não sei se tenho amigos. Fico triste.

Malu disse...

Qdo a gente troca de cidade "perde as amizades", perde pq vc não pode ter contato direto...apenas pela internet...aconteceu comigo também, só que o problema é que a cidade em que eu moro, é praia e não tinha muitos moradores e ainda estudava em outra cidade...rs...não tinha aquela amiga que vc ia na casa dela, ela ia na sua...apesar de ter deixado amizades assim na minha terra natal...eu tenho uma irmã e podia contar com ela como amiga....
Mais tarde o tempo passou e fiz amizades, que tolinha, achava que era de verdade...rss...depois disso nessa turma, uma amiga sobrou e ela foi morar em outro estado...triste...logo conheci meu namorado e estamos juntos até hj...
Eu tenho conhecidos no Face, no orkut, até fico olhando as fotos de conhecidas minhas e penso, poxa, queria ter essa turma de amigas, que legal, ficar papeando besteira, trocando idéias, fazendo compras,...
Quem tem amigas de verdade, cuide delas, pq são raras, as minhas foram morar ou moram em outras cidades...quem tem amigas verdadeiras, tem um dos maiores tesouros do mundo...

Depois dos 25, mas antes do 40! disse...

Anônimo,

fiquei emocionada com suas palavras. Deve ser muito difícil e fico feliz que venha aqui, ao menos tem várias amigas para conversar,ler sobre dilemas e falar aquelas besteiras que só mulheres conseguem falar!

Beijos!

Depois dos 25, mas antes do 40! disse...

DAHIANE

Esse "ele não gosta que eu saia sozinha" fica ainda mais arcaico quando a mulher justifica: eu não insisto porque EU também não gosto que eu ele saia sozinho. Insegurança saindo pelos poros. Estamos falando de sair com amigas, papear e não paquerar. Mulher que tem uam noite de risos com a amigas volta muito mais carinhosa para casa!

LU
Está difícil mesmo encontrar boas amigas. Ter as próprias amizades deve ter a mesma obrigação que manter o peso!

SONICA
Com certeza! Algumas amigas valem mais do que irmãs, mas quando um homem aparece muitas ficam cegas. Tenho amigas passando por isso agora. O pior é que elas nem percebem que estão ficando tão distante que pode ser que algo se quebre...

Depois dos 25, mas antes do 40! disse...

HUANDRA
Até tuitei parte do seu comentário, viu lá?

MALU
Ótimo depoimento, essa é mesmo a grande questão que algumas mulheres só percebem depois: "quem tem amigas verdadeiras, tem um dos maiores tesouros do mundo..."

Depois dos 25, mas antes do 40! disse...

ANA

Depois não quer que eu fique rindo! Você alegra esses comentários!

BIA
As amizades, mesmo sendo verdadeiras, perdem o passo. Você passa a ter outros pesamentos. Vou fazer um post sobre uma amiga minha que virou garota de programa. Sempre foi uma mão única, eu super amiga e ela sempre se jogando em namoros e furadas. Sabia que era a minha grande amiga, mas quando ela descobriu que minha amizade era importante para ela, nos reencontramos, ela tentou retribuir a amizade, cultivar, mas não deu mais certo, pensávamos muito diferente.

Sobre o amor, a questão não é ficar pensando se vai acabar, mas lidar com essa realidade. Há muitas mulheres, boa parte de nós achamos que amor será eterno e que não há tempo para sair com as amigas. Na maior parte do tempo, não temos tempo, mesmo! Mas... esse mesmo tempo nos mostra que amigas e amor podem e devem conviver lado a lado.

Mas concordo com você viver um amor, achando que vai acabar... Algo anda errado.

Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...