segunda-feira, 8 de setembro de 2008

PODEMOS SER UM PÉ NO SACO SEM NEM PERCEBERMOS?

- Hoje eu percebi como eu posso ser um pé no saco!

Esta foi a conclusão de um rapaz que participou daquele programa “Uma semana para salvar seu casamento” .

Imagino que quando ouvimos que uma pessoa é um pé no saco, logo pensamos em alguém chato, irritante ou aquelas pessoas que falam alto ou deixam todos sem graça.

Mas... esse rapaz não tinha nenhuma das características acima. Era um rapaz jovem, bancário, casado há dois anos.

Isso me fez parar e pensar que talvez todos nós podemos ser inconvenientes e intragáveis em alguns momentos. Ou, pior, em muitos momentos. Mas achamos que somos as pessoas mais simpáticas e fáceis de lidar do mundo.

Vi este episódio no sábado à tarde e à noite fui ao boliche com várias pessoas da minha família. No carro tive uma discussão feia com a minha tia por causa do atraso. Ela tem o péssimo hábito de achar que todos podem esperar. Nos deixou quase meia hora mofando no carro e eu sou rigorosa com acordos. Achei ela um pé no saco!

Quando os ânimos se acalmaram, percebi que o clima ficou péssimo e que todos acham este hábito dela um abuso, mas não era o momento para cobrar mudanças.

Já no boliche, pegamos nossa pista e o rapaz invadiu meus pensamentos. Eu estava com a razão, mas estava sendo um pé no saco...

Fui perto dela, disse que achei errado o que ela fez, que era uma abuso, mas eu não devia ter agido daquela forma. Ela é minha tia, mais velha e devo respeitá-la. Nos demos um abraço e a competição começou.

Mas durante todo o jogo, o rapaz não saiu da minha cabeça. Como numa retrospectiva lembrei de momentos em que fui incoveniente e atitudes simples que poderia mudar em relação às amigas e namorado. Por isso, entre uma jogada e outra, só tinha uma pergunta em mente: Podemos ser um pé nos saco sem nem percebermos?

8 comentários:

canseidexuxu disse...

Texto perfeito pra reler de vez em sempre! É um balde de água fria, mas importante ter essa auto-consciência.

Beijos
Xu

Georgia disse...

Ai,ai,ai, que eu sou um pé no saco viu. Essa sua situacao com sua tia eu tb já tive e nao fui pedir desculpas nao. Normalmente eu converso novamente sobre o assunto, mas seu eu tenho razao e a outra pessoa abusou ela tb tem que ouvir para aprender a respeitar a outra pessoa. Talvez vc só tenha pedido desculpas a ela porque ela é sua tia, talvez se nao fosse vc nao pediria desculpas e ficaria com a sua razao. Quem sabe?

Quem sabe sua tia aprendeu? Um dia vc nos conta por aqui.-

Beijao

Carolina disse...

Podemos, somos e muitas vezes conscientes de estamos sendo um pé no saco. Mas fazer o quê? Todo mundo é em determinado momento. Faz parte, não tem dias que nem a gente se aguenta de tão pentelha que somos? Não sejamos tão exigentes na coerência. Acho que a parte mais legal de tudo isto é quando temos a possibilidade de retroceder na atitude pé no saco e voltar atrás com muita sabedoria para reparar algo e não se torna uma perda e sim um ganho.
Adorei o post...como sempre!
bjos meus

Cynthia Zanon disse...

Seu post antes desse me deu um nervoso danado sabia. Mas depois de me mudar para os EUA acho isso MUITO mais comum no Brasil e nao tanto aqui...e quando eh, jamais assim, tao aberto. Eu confio no meu marido...mas que deixa uma pulguinha atras da orelha deixa, neh?!
Quanto ao pe no saco...todos somos um pouco. Nossa forma de ver as coisas na maioria das vezes nao eh o da pessoa ao lado, e soh isso ja pode ser motivo de ser um pe no saco...

Carla disse...

Passei para te deixar um presentinho:
http://mulheres30plus.blogspot.com/2008/09/selo-blog-de-ouro.html
Passa lá para ver...
Bjôoooo

Lucia Cintra Stevenson disse...

Concordo com a Georgia, achei q voce estava certa e que sua tia estava agindo errado e sem respeito pelos outros. Tb nao ia pedir desculpas.

Se isso for ser pe no saco, eu sou uma grande, pois qdo as coisas precisam ser ditas, eu falo... Com tato e delicadesa, mas falo. Bjos

Georgia disse...

Flavia, o blog tem aniversário hoje passa por lá.

beijao

pedrita disse...

é verdd, às vezes nem nos percebemos exagerando a mão. é por isso que é tão importante essa interação, a informação e a leitura, pq conseguimos nos ver através dos outros. eu mesma depois desse post vou ficar com esse texto na cabeça e pensar várias vezes se não estou sendo um "pé no saco" para alguém ou algum fato. bacana seu post e sua sinceridade. beijos, pedrita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...