sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Relacionamento é como cozinhar: precisa de muito amor e paciência?

A tia do meu namorado cozinha divinamente, é linda, está na casa dos 50 e está casada há uns 30 anos.

Ela estava contando que a nora perguntou porque o feijão dela não ficava tão bom. A jovem explicou como preparava o próprio feijão, a sogra ouviu atentamente e deu o diagnóstico: você está fazendo tudo certinho, só está errando no final, a parte principal: quando os dois se unem, feijão e tempero.
Segundo ela, depois que o feijão cozinha e acrescentava o tempero, a jovem já desligava o fogo e esse era o gande erro. O segredo do bom feijão é deixar ele cozinhar por alguns minutos depois que o tempero é acrescentado, só assim ele pega o gosto e tem um sabor perfeito.

Estava lendo em uma revista, sobre o novo namorado da Daniela Cicarelli. Algumas pessoas como ela e tantas outras atualmente, não têm a paciência e dom de unir o tempeiro ao feijão.

E isso é o principal no início de relacionamento ou casamento. Deixemos a tal química de lado. As pessoas casam, não entendem que não é mais tempo de cozinhar e sim de unir o feijão ao tempero para chegar à união perfeita. Um tem que dar espaço para o outro brilhar.
Tempero demais salga, de menos fica sem gosto. O resultado final depende dos dois se unirem no tempo e medida certa.
Muita gente faz todo o passo a passo certo, mas quando chega a hora de cozinhar, não conseguem unir suas coisas boas às da outra pessoa.

Início de relacionamento / casamento pode ser complicado. Cada um tenta achar seu espaço. Mas se a pessoa não tiver dedicação, pode terminar de panela em panela sem conseguir temperar a vida de ninguém, porque não conhece uma coisa chamada: união de sabores.

Hoje contei esta história para uma amiga e chegamos a seguinte questão: Relacionamento é como cozinhar: precisa de muito amor e paciência?

12 comentários:

Lilica disse...

Acho que é bem isso né! Relacionamento, assim como a arte de cozinhar, é bem difícil. Precisa de muita paciência e muita boa vontade, senão "desanda"! Beijos

M. disse...

Amor, paciência e o tempo certo de cozimento. Algo do tipo " o ponto da maionese". rs

Bjosssssssssssss!!!

Carol by Carol disse...

Excelente tema como sempre bem escrito! Adorei a comparação
sou pessima na cozinha hahauaha espero me dar bem no amor =)

Ana disse...

Precisa de bons ingredientes que se completem (arroz com feijão, morango com chocolate, salsicha com molho) e precisa de um bom tempero, senão não rola!
Adorei seu blog, vou te adicionar, beijos

Ju disse...

Olá! Há mais ou menos 2 semanas descobri o seu blog e gosto muito dos seus posts, muito bacanas!! Principalmente os assuntos bem interessantes que vivem nas mentes femininas...rs...

Eu casei em nov/08 e posso dizer: todo relacionamento exige paciência e muito amor!!! Até agora não tive nenhuma briga com meu marido e estou AMANDO a vida de casada...Espero que continuemos assim!!! :)
Beijos,
Juliana.

Deusa disse...

Tem selinhos no blog

Carolina disse...

minha vasta experiência de 2 semanas (rs)me diz que precisa demuita, mas muita paciência, mas, principalmente, precisa escolher o tempero certo!
bjos

Carolina disse...

minha vasta experiência de 2 semanas (rs)me diz que precisa demuita, mas muita paciência, mas, principalmente, precisa escolher o tempero certo!
bjos

JAMINE BRUNO disse...

é verdade...paciencia sempre!!!bjs

Georgia disse...

Flávia!

A química tem que ser todos os dias renovado, assim como todos os dias recebemos um novo dia para ser escrito. Relacionamentos tb precisam dessa mesma perspectiva.

Bom texto.

beijos

Fabianne disse...

Acho q vc abordou muito bem o tema: as pessoas nãoo têm paciência para colocar o tempero certo - aquele adequado à pessoa e à situação. E aí fica outra pergunta no ar: como as pessoas escolhem seus parceiros, já q depois não querem fazer a relação crscer???
bjus

Carla M disse...

E põe paciência nisto... rs...
Bjôooooo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...