segunda-feira, 6 de abril de 2009

Algumas famílias são tóxicas e se afastar é a melhor solução?

Algumas pessoas despertam o pior que existe dentro de nós. Sentimos uma sensação ruim, uma energia pesada, um astral baixo.

Semana passada eu fiquei toda por conta de um problema da família do meu namorado. Nunca nos demos bem, mas este é outro assunto.

Durante a semana toda eu sentia um peso nas costas como se tivesse uma coisa ruim me perseguindo. Via uma nuvem marrom seguindo meu passos como se fosse um lixo radioativo.

Eu achava que isso era coisa da minha cabeça, mas foi tão pesado, uma energia tão ruim que passei a semana inteira olhando para meu namorado como inimigo sem saber o motivo.
Neste fim de semana todos os cinco irmãos + pai e mãe + alguns agregados, como eu, se reuniram para acertar o que seria feito do grande problema. Antes de ir, porém, dividi com meu namorado tudo de ruim que estava sentindo. Para minha surpresa ele disse que também estava se sentindo pesado.
Conversamos bastante, respiramos fundo e fomos para a tal reunião. Ele e os irmãos foram criados num sistema que eu não entendo. Um fofoca do outro, um se sente dono do outro, não há generosidade, há uma coisa muito ruim de rivalidade implícita.
Durante um período do dia, sentamos para conversar com a irmã mais velha e, mesmo falando de seus problemas em casa, ela parecia feliz no novo núcleo que convivia, bem longe dali.

Todos sentados à mesa, você percebia que não tinha liga e as pessoas queriam buscar algo que não existe mais. Ou talvez nunca tenha exisitido.

A mãe do meu namorado tem preferências explícitas. Não os estou julgando, mas meu namorado demorou muitos anos para entender que por mais que a agradasse ele nunca seria o perfeito para ela. As irmãs são em duas e a mais nova (32 anos) é o xodó. A mais velha (34 anos), pode ser Miss Universo que nunca será bonita o suficiente. Além disso, casou com um pobre e a mais nova com um viúvo 25 anos mais velho, mas rico.
Abandonei tudo o que tinha me proposto a fazer para ajudar no problema deles e disse ao meu namorado que não dava mais conta. Hoje, meu corpo parecia tão aliviado que menstruei pela segunda vez este mês e dormi um sono libertador esta tarde, coisa que nunca faço.

Nada contra eles, cada família tem seu esquema, suas regras, códigos. Mas minha mãe sempre comentou que algumas famílias não funcionam e são mais unidos quando estão separados do que juntos. Chegamos à conclusão de que é muito difícil admitir que nossa família não nos faz bem porque aprendemos que ela é a coisa mais importante da vida.
Mas, quem nunca se sentiu melhor com um amigo do que com um irmão?

Assim, após uma longa e saudável discussão, eu e meu namorado nos perguntamos: algumas famílias são tóxicas e se afastar é a melhor solução?

11 comentários:

Ana disse...

Olá, eu acho que sim. A minha não é perfeita, mas aprendemos que o diálogo é o melhor remédio, sempre!
Mas eu sei desse peso que você disse que sentiu pq já senti tb. beijos,

Annah disse...

A minha é tóxica. hehehe
Sou super amada pois fui criada como a caçulinha.
Mas quando se juntam os 8 irmãos da minha avó é um pega pra capa só se acertam quando estão longe.
E minha mãe e eu somos amigas, mais do que mãe e filha, isso parece bom mas não é.
Não tenho uma relação muito intima com minhas ambas familias agora tenho a da minha mãe e a do meu pai entende? é nem eu.
hehehe
Sei que este ano tô juntando din din pra desentoxica.hahahaha

Bjus
ps: A família da gente já é dificil se envolver com família de namo é f***. Ain tu parece eu, fica nervosa contrai, fica relex menstrua duas vezes no mês aff vida.
Procura se distânciar amiga ;)

Anônimo disse...

A minha famíla tem o lado bom e o ruim, como toda família.
Mas esse peso eu senti muito em relação ao meu irmão.
Coisa incrível. Nunca nos demos bem, nem quando crianças. E agora, adultos a situação ficou insustentável. Ele tem viajado bastante e nesses momentos eu pareço outra. Alegre, amorosa, bem disposta, em paz. Mas quando ele tá aqui é tristeza, irritação, etc.
A pouco tempo demos um basta na nossa relação. Vimos que não adianta nos falarmos, pois sempre nos irritamos um com o outro, então tá cada um na sua. Fico até triste em dizer, mas só de não ter que me relacionar com ele, to muito mais feliz, tranquila, amorosa, etc, mesmo com ele estando presente. As vezes até esqueço que ele existe mesmo estando a 1m de mim. E já não sinto mais aquele peso que ele me transmitia. Talvez, pq ele tb esteja tranquilo com a nossa decisão.
Mas, tenho mais um irmão e uma irmã, que apesar dos mínimos atritos, me dou muito bem e somos muito unidos.
Mas é aquela coisa, família a gente não escolhe e me sinto abençoada de ser apenas um que não me dou bem. Imagina se fossem todos...
Bjs.

Janna disse...

Concordo ctg já senti esse peso inúmeras vezes, tem certas coisa na família da gente q não concordo de jeito nenhum, aí ao invés de deixar pra lá vou e brigo pelo q acho certo mas no fim não vale mto a pena.....Pq as vezes se trata de mãe e filha ou filho aí complica a situação...BjOs

Keka disse...

É como Rubem Alves diz, amar o próximo é muito difícil. Amar o distante é que é fácil. É inevitável ter problemas quando se está próximo demais...Quando se está longe, a saudade, o carinho, o amor ficam mais evidentes e não existem aqueles probleminhas do dia a dia típicos da convivência...
eu penso, as vezes, em me afastar...
mas ainda nao tomei esta decisão!
beijocas

Lucia Cintra disse...

Existem as toxicas sim. Por isso que eu nao piso mais na casa dos meus sogros e ate mesmo meu marido e minhas cunhadas se afastaram deles.

Bjos

Paloma disse...

Nossa, eu sinto a msm coisa com a familia do meu namorado. Uma familia super complicada onde irmãos fala mau do outro, fazem rivalidades de quem tem + ou não.
Eu em afastei, tenho minhas coisas pra cuidar d evez em qdo vou almoçar na mãe dele q eh uma coitada, acho que não tem oq fazer se afoga nos baião e nas bebidas.
E etsou vivendo bem assim, longe!
bjo

Anônimo disse...

Nossa,foi tão bom ler isso. Achei que só eu me sentia ruim com a família do meu marido. A mãe dele é igual a sua sogra,nada que ele faça vai estar bom pra ela,além de nunca agradecer nada que ele faz e sempre criticar tudo feito por ele. Nunca fui tratada mal,mas só de chegar na casa dela(que ele faz questão de de me levar TODO sábado e TODO domingo) já me dá um certo nojo de ter que conviver com isso. Sempre tentei alertá-lo que se afastar um pouco faria bem,mas quem fica de mal na história sou eu. Não aguento isso. É tão feio. Estou tentando não "estourar" com os familiares dele,mas se isso um dia acontecer vai ser como vc falou,vou tirar um peso enorme das minhas costas. Kkkkkkkk

Marco Antonio disse...

Veja por esse lado, o homem é o único animal que mantém contato com seus pais após a vida adulta, acredito eu, não sou especialista em Biologia. O ser humano é muito primitivo e egoísta, os pais criam os filhos como se fossem deles, e os outros familiares vivem um querendo competir um com o outro. Isso é um comportamento totalmente primitivo e animal. Veja o que ocorreu comigo e com a minha irmã: Nossa mãe foi sempre superprotetora, não deixava a gente lavar um garfo, e vivia infantilizando a gente sempre. Ela é uma pessoa depressiva e muito incompetente. Orgulhasa e inconsequente, então eu e minha irmã sofremos muito na mão dela. Eu vivia colocando procurando uma forma de ajudá-la com as contas da casa, porque faltava dinheiro, mas ela não aceitava minha ajuda e sempre repreendia as minhas atitudes. Por outro lado, ela deixava faltar comida em casa, deixava de pagar a luz, mas não aceitava as minhas investidas em ajudá-la a pagar as contas. De tal forma, que aquele ambiente tornou-se insuportável. A rotina com ela tornou-se insuportável. Desta forma, foi fácil para eu e minha irmã nos afastarmos dela, e minha irmã saiu primeiro de casa com 24 anos e eu menos de um ano depois. Eu mantenho um contato muito distante com a minha mãe, e isso me fez uma pessoa muito melhor, e inclusive penso em cortar o contato definitivamente com ela. Entretanto, ela está demonstrando algumas melhoras, mas ainda é uma pessoa super infantil, e se me sacanear, como me sacaneou várias vezes, eu não medirei esforços para cortar totalmente o contato com ela. Sei que parece meio frio, mas cada um tem sua vida, não devemos nos meter na vida dos nossos filhos. Os criamos para que sejam independentes.

Azathoth disse...

Excelente. Passei pela mesma situação e concordo. Quando damos azar e descobrimos que fazemos parte de uma "família tóxica", afastar-se é a melhor solução. A vida é muito curta e cada um merece ser feliz!

Azathoth disse...

Excelente. Passei pela mesma situação e concordo. Quando damos azar e descobrimos que fazemos parte de uma "família tóxica", afastar-se é a melhor solução. A vida é muito curta e cada um merece ser feliz!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...