sábado, 12 de setembro de 2009

Devemos escrever uma carta a nós mesmos para entender quem um dia fomos?

O que você pensava da vida há dez anos atrás? O que tinha como valores? Sonhos? Quais eram suas inseguranças?

Não temos como avaliar o que nos tornamos se não lembramos quem um dia fomos.
Na correria da vida não temos tempo e espaço na lembrança para saber como eram os sentimentos diante de uma paquera, há cinco anos atrás.
Caminhando pelos blogs dei um pulo no da Claudia Acourt.

“Resolvi escrever uma carta. Quanto tempo não faço isso. Será para mim mesma, daqui a 10 anos. Muitas coisas acontecendo na minha vida e gostaria de relembrar, futuramente, com detalhes deste momento.”

Pensei em não ler, mas a delicadeza em falar consigo mesmo num futuro, não deixa os olhos desviarem:

"Ciao Cláudia!

Esta é a primeira carta que escrevo para você. O nosso tempo é diferente. Estamos separadas 10 anos uma da outra. Amanhã você estará embarcando para aquela que promete ser uma das melhores férias da sua vida. A emoção é forte pois vai conhecer Roma, Pompéia, Nápoles, Capri e Caserna. (...) Agora são 22h32 e ainda falta terminar de arrumar todas as coisas, inclusive fazer a escova e não sabe se vai dar tempo.

É, você ainda é muito ansiosa. A possibilidade de fazer alguma coisa que tanto deseja te desestabiliza. Além desta viagem, a busca por uma bolsa para o master tem tirado o seu sono. Tempos atrás o que tirava o seu sono eram os shows dos eventos de assessoria que era responsável. Agora, voltou a acordar no meio da madrugada pensando se vai conseguir ou não a tal bolsa. Se houvesse um telefone entre nós duas, eu te ligaria para saber o que vai acontecer. Aproveitaria também para perguntar o número da loto italiana. O prêmio de ontem foi de 148 milhões de Euro. Uma fortuna.

Na verdade, você se sente fortunada pois está vivendo o que sempre desejou. Atualmente não gosta do que faz mas gosta da vida que tem na Itália. Onde será que você está agora neste 10 anos depois? Está feliz? Se sente realizada? Tem algo que eu deveria fazer diferente para não me arrepender? Estou fazendo as escolhas certas?

Não sei como você é agora, mas hoje vive a transição aproveitando a maturidade(...).

Há 17 meses você saiu de casa. Não se sente mais a menininha do papai. Sabe que pertence ao mundo. Ainda não encontrou um lugar para chamar de seu(...)

Espero que tenha orgulho de mim, do que estou fazendo hoje. Daqui a 10 anos vou saber.

Baci e arrivederci!"

Marília Pera escreveu um livro com cartas a jovens atrizes.
Às vezes, tem-se a impressão de que não caminhamos, que não evoluimos em alguns sentimentos ou deixamos alguns nos incomodarem mais do que o normal.
Por isso, parei para refletir: Devemos escrever uma carta a nós mesmos para entender quem um dia fomos?

20 comentários:

Desabafando disse...

nossa, adorei o post....sério mesmo
Queria poder conversar por telefone com a "eu mesma" do futuro...rsrsrs...

enfim, nem tudo foi como eu imaginava a 10 anos atrás. Melhor ou pior? Não sei...confesso que fiquei um pouco frustrada...mas espero chegar daqui 10 anos e conseguir entender melhor tudo que aconteceu e ter a compreensão de que tudo isso foi necessário....

Felipe MK disse...

ótima idéia! Fiz isso uma vez e perdi a cartinha... que tristeza... vou fazer de novo... afinal a vida é uma só e passa feito flecha!

Felipe MK disse...

Deus a abençoe querida!!!

Ge Rocha disse...

Olha eu gostei muito da idéia, acho que é uma oportunidade mesmo de se "conhecer" nós mesmo há alguns anos. E acho que os antigos Cadernos de recordações tem muito disso né. Eu ainda tenho o meu guardado.

Bia Mendonça disse...

Essa ideia me agradou bastante, mas por enquanto o blog tem essa serventia. Já recomecei meu blog 3 vezes, mas ainda nessa ultima vez que tem poucos meses, consigo identificar muitas mudanças na minha vida e ficar feliz com eu tenho amadurecido nos ultimos meses!

bjs

J.J. disse...

Poxa, que coisa linda!
Me deu vontade de fazer isso... interessante, que ontém tava conversando com meu amor e dizendo:
"Poxa se há 10 anos atrás, eu tive a cabeça que tenho hoje, eu teria aproveitado tanto no colégio... digo aproveitado no sentido estudar, pois naquela epoca não dei valor a nada daquilo que me era oferecido lá."
E realmente muitas coisas mudam dentro de nós e ao nosso redor... coisas que há 10 anos pareciam tão importantes, hoje já não tem mais tanto significado. Infelizmente, nossa mente não é capaz de armazenar todas as lembranças, momentos e sensações vividas... muito original a ideia dessa carta!

Sandra disse...

Mês passado peguei um diário que escrevi aos 15 anos. Ë muito interessante! Não é só ver o que aprendi, é reviver uma parte da vida, voltam à memória fatos esquecidos. Gostei tanto que estou tentando voltar a escrever um diário. Quem sabe não leio daqui a 10 anos?
Beijos!

Anônimo disse...

雙眼皮 新彩整形

大陸新娘 高雄租車

中秋禮盒 肉毒桿菌

瑜珈教室 高雄旅遊

保健食品 乳酪蛋糕

流行服飾 室內設計

汽車旅館 日光花園

法拍屋 隔熱紙

台中住宿 墾丁旅遊

整形外科 首頁科技

電波拉皮 歐化廚具

外籍新娘 果凍矽膠

Paula disse...

Nossa, adorei mesmo a carta, o post, você ter me lembrado de que eu ja cresci (ou não cresci) tanto ...
Obrigada ...

Bom, me deu uma vontade de escrever uma carta para mim mesma...
Vou lá ... quero me lembrar como estou me sentindo hoje.
Beijos!

Olhos e pensamentos disse...

caraca exatamente o tempo que eu queria...me esclarecer algumas coisas de 10 anos atrás, seria mais maravilhoso

Rejane disse...

É uma boa ideia.
Certa vez eu postei um texto (http://diariodarejane.blogspot.com/2009/07/mensagem-para-o-futuro.html)que falava algo parecido: não sobre escrever uma carta-papel, mas um e-mail.
Abraços.

Aline disse...

Amei o post!
Sabe que é uma boa idéia???
Pra lembrar com éramos há tempos atrás...
Muitas coisas que antes nos faziam ficar irritadas, confusas, talvez hoje sejam situações para nos fazerem rir.... isso é muito comum.
Por outro lado, temos provavelmente novas preocupações, que não tínhamos na época.
Seria bem interessante fazer isso...
Beijo!

Carla P.S. disse...

Olha, se devemos ou não, eu não sei, mas eu acredito que tudo que estime o auto-conhecimento é válido. Até tô pensando em fazer uma cartinha pra mim, gostei da coisa...
Um café dominical, por hoje!

brasildobem disse...

Acho uma ótima inciativa, eu mesma já fiz isso, na virada do século, em 2000 e estes tempos ao reler a carta me surpreendi como meus sentimesntos e minha vida estavam naquela época.
Bjs.
janeisa

Lucia Cintra disse...

Adorei a ideia, mas eu ja escrevo em agendas ha 20 anos. Comecei com uns 13 anos de idade e tem absolutamente tudo sobre mim ali nelas. Ao longo dos anos passei de agenda pra blog e sao meus tesouros que adoro reler de vez em qdo e ver como as coisas mudaram, inclusive eu.

Bjos

Georgia disse...

Eu tb já tinha lido dobre essa carta em um blog; mas acho que o blog anda fazendo bem esse papel; o perigo é se de certa forma alguém resolva tirar o sistema de bloggs ai, todos nós perderemos nossas lembrancas...

Um beijao

Claudia Acourt disse...

Oi Flávia, obrigada pelo carinho com que se refere a minha carta.
Quando eu a escrevi estava no meio de um turbilhão de emoções que eu gostarei de relembrar, com detalhes, para fazer um julgamente do mim mesma daqui alguns anos.Também foi uma forma que encontrei para conversar com alguém que saberá entender todas as letras do que tenho vivido. No mais, será uma bela reflexão deste meu período.
Como disse na carta, espero ter orgulho de mim, das minhas escolhas daqui alguns anos.

Bjos

Carolina disse...

Seria interessante, na correria do dia a dia, perdemos pérolas de nós mesmos. Qdo releio os meus diários, já me divirto um bocado lembrando quem fui e reforçando o que sou hoje.
bj

Anônimo disse...

Do the right thing is smart to do should not do is ignorance.

SEO

網路行銷

SEO

網路行銷

Déia disse...

Muuuuuuuito legal!
Tanta coisa que eu levava como verdade, hoje, humpf, nem fazem parte dos meus planos!
É bom ver nossa evoluçao...

bj

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...