segunda-feira, 24 de maio de 2010

Nosso parâmetro de sucesso é o homem?

Semana passada estava assistindo ao programa Hoje em Dia. Há muito tempo não ligava a TV na parte da manhã. Já ia desligar quando começou uma reportagem sobre álcool e mulher.

Seria mais uma matéria se o repórter não explicasse que mesmo a mulher querendo beber como o homem há aspectos fisológicos que fazem com que ela não resista tão bem ao álcool.

E essa explicação não convence as adolescentes que, segundo a reportagem, começam a beber cada dia mais cedo e dão vexames lamentáveis.

Mas cada mãe que cuide de sua filha. O que me chamou mesmo a atenção foi o comentário que a Chris Flores, a moça da foto, fez dizendo que a mulher conquistou seu espaço no mercado, mas ainda não conseguiu encontrar o equilíbrio. Não consegue entender que nem tudo o que homem faz ela precisa fazer para mostrar que é independente.

Na hora fiquei pensando... O homem virou parâmetro para mulher. Vive-se numa época em que é orgulho morrer de trabalhar, criar filho sozinho, ter orgulho de se ferrar toda só para poder bater no peito e dizer: faço tudo o que homem faz. É tudo sempre comparando com os homens, nega-se a palavra: sou mulher. Mulherzinha. Dona de casa full time.

Assim, bebe-se muito, trabalha-se, mente-se dizendo que tem tesão diariamente, tudo por que? Porque assim são os homens e eles viraram nossa régua. Por isso, desde então ando pensando: Nosso parâmetro de sucesso é o homem?

12 comentários:

Kenia Chan disse...

rsrsrs... acho que meu parâmetro de sucesso é o Da Vinci... bem, ele era homem...

Desabafando disse...

Acho que não podemos nos basear nisso porque somos essencialmente diferentes. Podemos sim conquistar nosso espaço e nossa independência sem perdermos nossa feminilidade. Aliás, hoje terminei de ler um livro que fala um pouco das diferenças psicológicas.

Fabielle Bacelar disse...

Infelizmente sim... Vejo que realmente, ainda com uma visão feminista da época da ascensão da mulher, muitas de nós têm esse parâmetro de: só sou boa o bastante e feliz se provar que posso viver "sem um homem" pra me ajudar, que posso fazer tudo que ele faz e "de salto alto".

Com essa visão afastam os possíveis relacionamentos e se tornam desequilibradas emocionalmente e incompletas, pois não fomos feitas pra ficar só.

Interessante que quando eu peço pra algum homem perto de mim carregar algo pesado ou fazer alguma outra coisa que é julgada pra homem ele me diz:

- Ué?! Vocês não falam que querem ser reconhecida como nós homens somos?

Ao qual eu respondo:

- Querido, eu não quero ser reconhecida como homem. Eu tenho útero. Quero ser tratada como a mulher que eu sou, isso aí que tá falando é visão deturpada de feminista.

Ou seja: Os homens estão com orgulho ferido por causa disso...srsrs.. eles querem que contemos com eles!!!

Beijo

Ich, Hausfrau disse...

Olha, se o homem serve de parâmetro eu não sei.. eu só sei de que eu to de saco cheio desse negocio que mulher tem que ser mil e uma utilidades (dona de casa, trabalhar fora, cuidar do marido, filhos, etc)... eu morro de vontade de voltar a ser dona de casa, mas eu não tenho CORAGEM de pedir demissão e me dedicar mais a minha casa e marido, tudo pq tem esse preconceito besta de que mulher tem que trabalhar fora... pior que eu tbem tenho um pouco esse preconceito, por isso tô nesse dilema! bjo

Madrepérola disse...

Para algumas mulheres parece que infelizmente sim, mas eu sempre acho que a mulher tem que se sentir satisfeita. Não gosto (na verdade deteeesto) essa eterna guerra dos sexos. Cada um tem o seu papel na sociedade, cada um tem a sua devida importância. As pessoas tem que se sentir felizes e não querer viver nessa guerra sem fim em busca de lugar nenhum.

Andressa Paixão disse...

É parece que os homens são mesmo o parâmetro de sucesso para as mulheres.
Mas, isso não funciona muito bem, porque afinal de contas, somos completamente diferentes. A cabeça de um homem roda numa frequência diferente da nossa. Eles são assim desde o tempo das cavernas. E nós também... Não acho que devemos abrir mão do trabalho e de todos os direitos por causa disso, acho que tem haver um equilíbrio, acho que se você precisar de ajuda, e pedir a um homem, isso não fará de você uma pessoa mais fraca.Eles nos complementam, e nós a eles. Fomos feitos pra isso.Você não precisa depender de um homem pra pagar suas contas, mas se você não consegue carregar uma caixa pesada, porque não pedir a um homem?!

Raquel disse...

Nunca...
Somos quem queremos ser, chegamos aonde queremos chegar... Temos que ser decididas, independente se o que fazemos é melhor ou pior que o do homem, se trabalhamos mais ou menos que eles, se temos masi neurônios, ou se menstruamos e temos uma p... de uma TPM. Somos mulheres, livres e dignas, somos fortes o suficiente para não sermos comparadas com ninguém, principalmente com os homens....
Esse tipo de comentário da Chris Flores não é novidade para mim, ainda existe lá no subconsicente aquele conceito de que homem trabalha e mulher cuida da casa... Não estamos ocupando o espaço de ninguém, nós apenas somos melhores que eles... Beijosss e amo seu blog!!!!!

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Não acho que seja por aí. O que eu acho que ocorre é que o padrão anterior ainda está muito presente na cabeça das pessoas, então ainda tem quem ache que coisas como beber, vez ou outra ficar com alguém só por ficar, demonstrar que gosta de sexo, não ter a família como única prioridade, etc, não são comportamentos passíveis de um ser humano ter vontade de ter, mas que são "coisas de homem".
E aí se alguma mulher sente vontade de fazer uma das coisas acima, não querem reconhecer que é um desejo real da mulher.

Luciana Klopper disse...

olhando de um modo geral nossa sociedade, acho que anda pra esse caminho mesmo!

Nathi disse...

Sabe, um dia aconteceu uma coisa engraçada, estava super perdida de qual faculdade escolher e essas coisas de crise pré-final de colegio e conversando com uma mãe de amiga(muito sábia por sinal) ela disse:
"Não pense então em uma faculdade pra lhe realizar, realize-se como mulher, como mãe, como dona de uma bela casa, como amiga amada, como você, acho que não precisa necessariamente pensar na sua escolha profissional pra ser feliz de fato."

Pensei e pensei e sim, profissão ser sinônimo de felicidade é algo de feminista, e eu que sempre bati no peito me dizendo anti-feminismo e anti-machismo, estava lá, com este pensamento tão, infelizmente, comum hoje.

Acho que hoje em dia penso melhor sobre estas coisas, pra tomar cuidado.

^^

Ana disse...

Olha, me irrito tanto com adolescentes bebadas, por amor de Deus, vão ler um livro!
Tenho uma queda por vinho tinto... adoro.. mas nem sempre tomo, tem semanas que exagero ao meu ver que tomo moderadamente mas uns três dias seguidos, aí já me modero no restante da semana.
A questão da mulher imitar o homem, acho ridículo, pois ao meu ver o homem é mais forte que a mulher sim!Gente é a natureza, estamos querendo ir contra o que Deus criou?Algumas amigas dizem que sou antiga, mas não, sou sensata é diferente.O homem tem que ter o papel principal de batalhar mais que a mulher pra manter com suas responsabilidades, mas hellou trabalhar MAIS não empedi-la de trabalhar ou virar uma disputa dos sexos entre o casal, e a mulher também deve relaxar e deixar o homem cumprir seu papel, nem sempre é bom tomar a frente de tudo, isso sobrecarrega e causa estress (matéria do fantástico) as mulheres andam a beira de um ataque de nervos por exagero.. trabalho.. filhos... sempre linda... família... resumindo vão acabar pifando.

Karen Moraes disse...

O homem é a cabeça...A mulher é o pescoço..ou seja, um não funciona sem o outro...pode até funcionar ..mas vai prescisar de manuntenção...Desde do principio queremos mudar tudo akilo que Deus nos deu...Pô se fosse pro homem ficar sozinho Deus naum tinha tirado akela costela de adão nee gente...e se vc pra vc mulher ser independente..pra que serve o homem...se pararmos para observar perceberemos que o criador fez tudo no seu devido lugar ...e se hoje..o casamento, as florestas, as cidades, as pessoas e toda a sociedade naum está em harmonia por causa da intervenção do homem....Calma eu sou mulher e naum to dizendo pra gente ficar em casa lavando louça e fazendo comida...siim cada um tem que ter seu espaço..mas temos que nos respeitar...pode ser machismo...mas vamos parar de querer enchergar nossos maridos...vamos ver em outro ponto de vista...Nossos filhos...vou usar um exemplo bobo porém vcs vão me entender....se vc visse seu filho num bar bebendo com os amigos ...Normal?? é na sociedade de hj é normal...e vc ver sua filha no bar bebendo com as amigas..hãa??/ estranho neh...do mesmo jeito que eu naum concordo que o ceu é azul(poderia ser rosa chiclete) ...mas tenho que aceitar pois isso naum vai mudar, temos que aceitar embora que naum concordamos que os homem são em partes superiores a nós ( tenta sair na porrada com um macho pra vc ver) e somos superiores a eles em outras ocasiões tbm..( tenta por um salto no seu marido e manda ele ir trabalha 8 horas por dia em cima dakilo)...Enfim cada um tem que se por no seu lugar , respeitando suas caracterisficas fícas e biologicas podendo assim ser o melhor nakilo que vc foi feito pra fazer ...naum querer ser melhor do que o outro nakilo que naum foi feito pra vc..Seja mulher, feminina, elegante, frágil,e seja o homem ..corajoso..forte, protetor, assim tudo se encaxa mas para isso naum precisamos ser humilhados apenas praticar nossa essência..

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...