segunda-feira, 14 de junho de 2010

Ter que dar gorjeta é justo ou não?


No filme ao lado, Jeniffer Lopez é uma camareira em um hotel chique de New York.

No Egito um amigo brasileiro disse: não vou dar mais gorjeta para ninguém, no meu trabalho ninguém me dá um a mais porque o fiz bem feito. É minh obrigação.

Estou em Atlanta voando para NY. Desde que cheguei aqui é um tal de gorjeta para tudo. Pelo mundo todo sempre que venho aqui é assim, mas dessa vez lembrava muito do meu amigo.

Toda vez que alguém compra um livro e ama o que lê ninguém pede a conta do autor para lhe agradecer por ter feito tão bem seu serviço.

Em Israel, toda vez que você pega um tour há uma plaquinha dizendo em letras garrafais: tip do driver não incluída = quando descer dê dinheiro para ele!

Por que dar 15% para um garçom? Fomos comer uma pizza com um britânico e ele nos alertou rapidamente como se estivesse com medo: Lembrem-se da taxa de 20%. Eu quase disse: QUANTO? Mas mantive a linha e paguei o ordanado.

Por isso... Pensando nisso e vendo o monte de gorjetas aumentar... andei pensando... Ter que dar gorjeta é justo ou não?

17 comentários:

Sonica disse...

Questionamento muito bom, menina! Eu fico na maior saia justa algumas vezes, em outras penso que sem gorjeta não funciona!
Aí nos EUA e na Europa a gorjeta já faz parte da vida do viajante, e eu acho irritante demais, pois nem é a que "eu quero dar" e sim "aquela que eles estipularam"!
Bjão,

Claudinéa Elias disse...

Bom, tenho um cunhado que não dá gorjeta nem a pau, meu marido ja é mais bonzinho, concordo que qdo fazemos nosso trabalho recebemos o que é combinado, não acho correto esta obrigação, qdo vc faz um teste para trabalhar num restaurante ou bar, vc sabe os riscos e horarios que tera que cumprir. Agora se não está np perfil sinceramente nao se increva. Não concordo na obrigatoriedade , mas dependendo do atendimento acredito que não há nada demais em dar espontaneamente uma gorjetinha, rsrsr
bjos e boa semana e bom jogo pro Brasil amanha né??

Erika Mello disse...

Oi Flávia, eu concordo com o seu amigo. Pensando bem, pra q que nós temos que dar gorjeta por um serviço bem feito se a pessoa não fez nada mais do que sua obrigação? o q acontece se vc não quizer pagar? vai preso? não, neh? talvez só fica com cara de avarento, neh? acho que é por isso msm q a gente sempre acaba por se alinhar e dar gorjeta. engraçado pq eu trabalho com controlo de qualidade do serviço, então eu tenho SEMPRE que ser simpática com os clientes e fazer um serviço bem feito. aturo gente mal humorada, TPM de cada uma e no final tenho sempre que sorrir, pedir desculpas pelo incómodo e garantir que arranjaremos uma forma de reverter a situação. mas no final, ninguém me recompensa pela atenção, disponibilidade e simpatia prestada. afinal, eu só fiz o meu trabalho, neh? minha mãe vai de férias para o Brasil e pedir para ela me trazer o seu livro "Equilíbrio"... tou bem curisosa :D um beijo pra vc!

Luciana Håland disse...

Eu penso exatamente como seu amigo, e reclamo quando me cobram gorjetas. Ninguém nunca me deu acréscimo pelo trabalho que fiz, até choravam por desconto, então porque alguns trabalhadores devem ter o privilégio de ter o salário e ainda o por fora pago geralmente de mau grado pelos clientes de um estabelecimento. A gente já vai a um restaurante e paga caro pela comida e bebida, então porque gorjeta?
Aqui na Noruega não tem essa moda, mas vez ou outra em alguns restaurantes já observo eles virem com a máquina do cartão sem colocar o valor, insinuando a gorjeta, não preencho com valor a mais, mas meu marido as vezes preenche, mas aleatoriamente, sem pensar em 10% ou 20%.

No Brasil eu sempre pagava, já vinha na conta, mas parece que no Brasil os garcons tem um esquema de salário diferente, não sei ao certo.

Vamos fazer greve contra as gorjetas!

Ich, Hausfrau disse...

posso estar sendo maldosa, mas eu não acho a gorjeta justa... a pessoa já está sendo paga para fazer aquele serviço... eu sou secretária e não recebo nem um centavo a mais quando agendo as viagens do patrão (passagens, hotel, translado) ou quando preciso servir um café pro cidadão que chegou aqui no escritório... já estou sendo paga para fazer essas funções e assim tbem acho que funciona com garçom, taxista, o escambal! quando em BA, o cara que levou nossas malas pra colocar no taxi PEDIU R$ 10,00 de gorjeta... é pra acabar né... tem gente que acha que dinheiro cai do céu... povo folgado.

Anita disse...

Olha, eu penso da seguinte forma.Gorjeta tu dá a alguém que fez um trabalho diferenciado, com um sorriso a mais, uma delicadeza ou atenção a mais.
Não acho justo sair dando gorjeta até pq considero um sinal de agradecimento por ser tratado cordialmente por um profissional.
Como na loja que compro via fone, algumas das vendedoras são super secas até mesmo ríspidas na negociação.Já uma em especial é toda atenciosa, perguntou-me até mesmo a temperatura local.Achei muito fofo e carinhoso da parte dela.Taí se possível daria muita gorjeta pois ela fez seu diferencial.E além disso a tempos só compro com ela, lhe garantindo sua comissão extra.
Entende;) acho que esse é o verdadeiro significado de gorjeta.Porque vamos combinar dar dinheiro pra garçom com cara de "nojinho" é um desfalque, odeio, me da até remorso por entregar a um ser indiferente meu suado dinheirinho.

Luciana Klopper disse...

Estipulado não é gorjeta né?
Amei o visual novo do blog, tá lindo!

Amor desde infância disse...

amoooo esse filme rsrsr e o blog ta lindao bjo!!

Madrepérola disse...

Eu sempre achei que isso deveria ficar por conta da pessoa, mas não deveria ser obrigatório. Até porque muitas vezes é como se você estivesse pagando duas vezes pelo mesmo serviço. O que eu acho que deveria ser feito em muitos casos era que alguns profissionais, como os garçons por exemplo, que recebem um salário baixo recebessem um salário digno de seus trabalhos, assim a gorjeta não seria obrigatória. Isso sem dizer que muitas vezes é o patrão quem fica com a gorjeta e não o funcionário.

Trocando ideias - Espaço Mulher disse...

É difícil ter uma opinião formada quanto a isso! Tem situações em que não é preciso pagar gorjeta,mas o serviço é tão bom que quero dar um agrado a mais...em outros casos,tudo é péssimo e vc ainda tem que pagar por isso. Acho que tinha que ser por vontade do consumidor. Quando um trabalho é bom,as pessoas sabem e querem retribuir.
Bjkss
Dani

Fernanda disse...

Acho legal os temas que voce levanta, mas assim como em muitos outros postes, nao consigo responder com um "sim" ou um "nao", minha resposta eh: depende. Depende do servico oferecido e do lugar. Aqui nos Estados Unidos eu nao diria que apenas eh justo mas sim obrigacao dar gorjeta num restaurante. Quando a pessoa vai num restaurante ja tem que incluir a gorjeta nos planos, como se fosse parte da conta, simplesmente porque eh assim que funciona. Quem vai pensando pagar apenas pelo que pediu do menu nao deveria nem ir a um restaurante, parece radical mas eh verdade. Nao pense que esta pagando duas vezes, pense que apenas o prato eh aquele preco, mas a experiencia como um todo tem outro valor, ja que cobram imposto separado tambem e tem que deixar a gorjeta. Se a gente nao acha justo o preco, melhor nem ir...tem vezes que olho uma roupa na vitrine e nao quero pagar aquele preco, entao nao compro, no caso de restaurante eh a mesma coisa. Isso porque garcon(ete) aqui ganha pouquissimo, o salario deles eh basicamente a gorjeta. No Brasil eh diferente, a pessoa ganha um salario e a gorjeta realmente eh apenas um gesto muito delicado. Ja no meu caso, nem que a pessoa insistir nao posso aceitar gorjeta. Por isso digo que depende, cada caso eh um caso.

jaqueline disse...

Ola querida muitos restaurantes aqui na alemanha, 10 a 15% já vêm somados à conta do restaurante. Podemos deixar um pouco mais de dinheiro se o serviço foi excelente, mas isso não costuma ser necessário.Acho que nao deveria ser estipulado, pois muitas vezes a comida nao e a esperada e o trbalho ta longe de ser bom.... bju linda

Desabafando disse...

Eu detesto dar gorjeta principalmente quando já tem incluso os tais 10% de serviço! Posso parecer mesquinha mas acho que em algumas situações não é justo não.

Prity disse...

Como é uma questão cultural, no Brasil não damos, lá fora dê.

Andrea Pagano disse...

Olá Flávia!
Eu odeio dar gorjeta!
Aqui onde se para o carro,pode ser por um min já vem pedindo...
No sinaleiro, mesma coisa
Hotéis, um cumulo!
Restaurante, absurdo!
Tem um monte de pesquisas que mostram gente que vive disso.
Então eu não acho justo!
Bjs e obrigada por ter aparecido por lá...lhe seguindo aqui também...
Bjs

Cíntia Mara disse...

Eu acho que a obrigatoriedade não é justa, não. Se você quiser recompensar a pessoa que o serviu bem, aí sim. Mas deveria ser algo espontâneo. Como você bem citou, escritores não ganham gorjetas. Nem médicos, professores ou analistas de sistemas. Nunca um cliente me ligou falando que queria me recompensar por um site bem feito. Por que em algumas profissões tem que ser cobrado? Acho que - na maioria das vezes - os preços já são altos o suficiente pra que a comissão deles seja debitada. Nós pagamos à empresa que forneceu o serviço e ela que se vire pra pagar (bem) ao funcionário.

Beijos

Lucia Cintra disse...

Eh questao de costume e da cultura do lugar. Eu morreria de vergonha de sair de um restaurante aqui sem dar gorjeta. MAS... se o servico eh pessimo eu nao deixo absolutamente nada mesmo.

Sera que as pessoas tem ideia de quanto um garcon ou garconete ganha aqui? Se soubessem nao estariam reclamando de deixar uns miseros 15-20%...

bjos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...