segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Um "não" é só um "não", mas por que nos enfraquece tanto?

- Não é só um não, recomponha-se e siga em frente!

Esta era a frase de ordem em um livro motivacional que peguei na livraria. Beleza, ótimo! Hoje é segunda-feira. Ai você se arruma e grita:

- Vamos lá garotona! Levanta e vai em busca do seu lugar ao sol! Se receber um não daquele gerente que você se preparou tanto para ter uma conversa? Recomponha-se! Diga: obrigada pela oportunidade!

Tenho um tio que trabalha em uma concessionária. Fazendo uns cálculos, descobrimos que a função dele de gerente tem prestígio, mas os vendedores ganham mais que ele. Bem mais.

- Vai vender carros! – eu disse, animada.

- Eu não! Ficar recebendo um monte de “nãos” dos clientes! Nem pensar! - ele respondeu. 

Um não assusta! Muitas vezes, quem diz um não, diz por dizer, simplesmente porque nem analisou sua proposta. Simplesmente, porque está sem paciência. Mas ai, você já vem com um acúmulo de rejeições e aquele simples "não" faz você dizer: agora chega! Vou desistir!

Ontem, enfim, assisti ao filme "Coco antes de Chanel". E fiquei surpresa ao ver como ela lidava com o "não". Recebia e ficava magoada. Ao menos, na versão do filme, aquela arrojada mulher, não lidava tão bem com um não. Até desistiu de cantar ao ser rejeitada pelo dono de uma casa de shows.

O "não" tem uma conotação muito negativa em nossas vidas. Pode até mesmo destruir um sonho, emperrar projetos. Ele nos faz perder a força. Claro que tem os que não estão nem ai. Cai, bateu, passa Gelol que passa e segue em frente. Mas, a maioria dos mortais, inclusive Chanel, sente-se mal. Por isso, enquanto olhava para a capa do DVD, pensanva: Um "não" é só um "não", mas por que nos enfraquece tanto?

16 comentários:

Albuq disse...

Oi Flávia, o 'não' acredito que enfraquece porque é uma forma negativa do que você quer ou está fazendo, porém, o não é necessário na nossa vida em todas as fases, ele é aprendizado, muito embora no momento, muitas vezes não entendamos isso.

bjs,

Bia disse...

Eu acho que o 'não' faz com que a gente pense que não é merecedor daquilo que queremos. Que não somos bons suficiente. Quando na verdade (e é muito difícil de enxergar isso na hora e depois do 'não'), que aquele momento/pessoa não era a certa, mas não significa que a gente não deva continuar buscando outras formas.
Quando eu procurava por umas pos nos EUA, levei tanto não que acabei me sentindo super por baixo, como se eu realmente não tivesse qualificação para aquilo que eu buscava. Depois de muito tempo é que fui perceber que procurava no local errado, e não só isso, antes eu queria pelos motivos errados.
É claro que na hora não vi o 'não' como vejo agora, mas hoje fico feliz que recebi todos aqueles nãos, pois não era o que eu precisava naquele momento.

bjs

Mary disse...

Difílimo aceitar na hora, mas depois você agradece.

Cheers! Fla disse...

Serah que nao eh por que desde crianca vc tem que ouvir nao, eh um sinal de limites e que vc nao pode fazer algo? Com a Victoria a gente fala muito NAO! Nao faca isso, nao faca aquilo, para com isso ha, ha, ha.

Quando a gente cresce a gente aprende que uma barreira deve ser ultrapassada e um "nao" eh uma barreira imensa, algumas pessoas ultrapassam e outras desistem, depende da pessoa.

bjs

Layla Barlavento disse...

Acho que porque sempre fomos preparados para o sucesso e não para as perdas. Uma negativa reflete tudo o que você ainda deseja e não alcançou. E isso frustra e magoa. Li uma vez que um grupo de amigos criou uma nova maneira de viver. Nunca usavam palavras negativas como não, nunca, impossível, infelismente... Quando precisavam negar alguma coisa, faziam de uma forma positiva, usando sempre afirmações. Tipo: "Isso você só poderá fazer daqui há algum tempo." Achei o máximo!

Beijos na alma!
Layla Barlavento
culpadowalter.blogspot.com

Anônimo disse...

Um não sempre me enfraquece. É terrível admitir isso, até tenho vergonha mas um não é como uma derrota para mim. Sei que algumas pessoas vão me achar fraca mas é assim quem me sinto. Preciso de muitos dias para me recuperar. Acho que coloco muita expectativa em tudo. Gostei muito do comentário da Bia.

Thaís L.

Paula disse...

É ... parece que o "não" ganha força porque nosso coração já esta cansado de ouvir não...até de nós mesmos....certo?

Anônimo disse...

Flavia, o não,as vezes,representa a porta para vários sim.
Mas concordo com vc, ele sempre nos enfraquece, pq nos preparamos para o sim e daí recebemos um não.

Gostei da sua reflexão e concordo qt a Chanel. Vi o filme hoje e ela realmente não gostava dos NÃO que recebia.

Beijos,

miriam.mkt@gmail.com

Cintia Branco disse...

Flávia,

O não é a rejeição de você e do que propõe e queremos sempre ser aceitos e reconhecidos. Um "não" sempre me motiva, pois como sou vingativa (cruzes, que horror, rsrs) adoro fazer das tripas coração para mostrar que estava certa.
Beijos

Prity disse...

Tenho uma relação complexa com o não. Depende quem me diz e já me revolto ou fico chateada. Se tenho muita admiração e respeito pela pessoa, o não me faz pensar, reavaliar, mas se o não foi dito por alguém que de cara eu não gosto, eu faço de tudo para provar o contrário, e quase sempre consigo.QUASE sempre, porque claro, não estou certa o tempo todo.
Um beijo, seu blog é lindo.

Escritora em construção disse...

Confesso que odeio ser contráriada. Aliás, ninguém gosta só que a maioria das pessoas não encara/admite isso e sabe por quê? Porquê nos ensinaram que temos que aceitar tudo de bom grado, que não importa quanto doa, temos que fazer o "carão" que está tudo bem. Quando "fingimos" que vai tudo bem, deixamos de aprender algumas lições importantes com aquela negativa. Nem sempre o "não" significa perda, muitas vezes pode ser ganho também, mas isso só o tempo nos ensina,não é mesmo?!
Um grande beijo!

Monica Loureiro disse...

Adorei este post...
Todas as vezes que eu perdi o medo do NÃO , as portas se abriram...

As pessoas que mais conseguem as coisas na vida são as que não tem medo nenhum do NÃO..

Nathi disse...

Por que um não é tudo o que não está ao alcance.

Nos lembra que não somos deuses!

Dói.

Andrea Pagano disse...

Olá Flávia!
Porque nos dá o limite que não queremos!!
Eu leio que não devemos falar tantos NÃOS para as crianças, pois depois será um adulto sem confiança...Mas é bem difícil isso! Como não dizer não para alguem que sobe nas mesas e derruba tudo...
Acho até que tem uma geração de crianças que andam recebendo poucos nãos...Ai quando no futuro, não vai saber lidar com seus limites mesmo!
Bjs e boa semana

Sandra disse...

VEJO O QUANTAS AS RESPOSTAS AQUI SÃO PERTINENTES A CADA UM. cOM CERTEZA EXISTEM OS MOMENTOS CERTOS PARA SER DITOS OS "NÃO". eMBORA TBÉM ACHO QUE SEMPRE "NÃO", VAI NOS FRUSTANDO UM POUCO.
lEVEI MUITOS NÃO DE MINHA FAMILIA, QUANDO PEQUENA. mAS SOBREVIVI. e HOJE LUTO POR TUDO O QUE QUERO.
MUITAS VEZES PODE SER ATÉ UM TERMOMETRO PARA NOSSAS REFLEXÕES.
AS VEZES É TRISTE LEVAR UM NÕ, QUANDO ESPERAMOS PELO SIM...
UM GRANDE ABRAÇO AMIGA.
SANDRA

Silvana Mello disse...

Um "não" já me derrubou, já me fez chorar, já me fez ficar brava. No entanto, de uns anos para cá algo mudou. Não sei quando nem onde. Agora, quando ouço um "não" assumo uma postura questionadora. Tipo: Qual é o problema comigo? O que não estou vendo? Esse é o caminho certo? Ou essa é a pessoa certa?
Acredito que exista um pouco de tudo em todos os "nãos" que recebemos, como foi dito em todos os comentários acima.
Bjs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...