sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Minha chapa é a culpa. E ai? Tenho o seu voto?

Vou lançar uma campanha de apoio a Culpa. Mas antes vou defender meu argumentos.

Na semana passada recebi um texto da Martha Medeiros detonando a Culpa. Na revista Lola desse mês, mais um artigo da Marcia Tiburi sobre... Culpa!

Segundo Márcia, nos dias de hoje dizer “eu sou mulher” é o mesmo que dizer, a “culpa é minha”. Segundo ela, Nietzsche entende a culpa como o ressentimento que, em vez de ser lançado para o outro, é dirigido a si mesmo.

Mas quer saber? Que se dane a filosofia, a psicologia e os pensadores. A Culpa é um objeto de defesa do nosso "eu" que é esquecido diariamente. A a minha candidata só vem te lembrar ao fim do dia:

- Lembra que prometeu que iria comer menos?

- Lembra que prometeu que cuidaria mais de você do que do marido e das crianças?

- Lembra que o cara é um canalha e você não faz nada? Não lembra que ontem decidiu que merecia coisa melhor?

- Lembra que quem está educando seu filho é a escola e não você?

- Lembra dos seus sonhos? Aliás, lembra de você?

Claro que há aquela culpa sem fundamento de não atender aos desejos da mãe, do pai, do marido, namorado, amante, chefe, da sociedade. Aquela culpa de não conseguir ser o que o outro quer que você seja. Quando a culpa é por não ter sido a super mulher que planejou ai, beira a idiotice. Nunca vamos ser tudo o que esperam de nós.

Quando a culpa é pelo que não foi feito no passado, ai é perder tempo. Com o passado a gente aprende e segue em frente. Porque passado é igual defunto, só tem um lugar onde vive: na memória.

Mas voltando a estrela Culpa, aquela que vem para nos lembrar de que existimos, mesmo amando tanto o parceiro, mesmo querendo tanto o sucesso profissional, sim essa é boa. Essa é aquela que faz você acordar e dormir com um peso no coração enquanto alguém berra na sua cabeça: deixe de ser tola! Pare de inventar desculpas! Vamos a luta, companheira! Só temos essa vida!

E ai? Convenci? Assim, com meus argumentos postos... Minha chapa é a culpa. E aí? Tenho o seu voto?

15 comentários:

Albuq disse...

Oi Flávia,

a culpa prá mim é um sentimento que a gente cria ou nos é dado de acordo com a situação, porém, grande parte das culpas que sinto, embora persista, é sem fundamento, coisa criada por mim e para mim. Acredito que 'culpa' é algo a ser analisado até onde ela tem fundamento.

bjs

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

…ardiendo
otoños
de pasión.

TE SIGO :


Con todo
mi corazón
desde :


HORAS ROTAS
Y
AULA DE PAZ

prendidas
ahora
para compartir
ya contigo .

tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


TE SIGO TU BLOG




CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesía...


AFECTUOSAMENTE


ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE ENEMIGO A LAS PUERTAS, CACHORRO, FANTASMA DE LA OPERA, BLADE RUUNER Y CHOCOLATE.

José
Ramón...

Anônimo disse...

Não concordo. Para mim a culpa é sempre prejudicial, pois ela nos faz sofrer por algo que deixamos de fazer, mas se não fizemos é porque de alguma maneira não pudemos. Não que eu não concorde com o q vc disse, mas ao menos para mim, tendo q assumir o papel de mãe, esposa, no trabalho, é quase impossível ficar sem me sentir culpada. E isso me atrapalha mais do que ajuda.

Mas pensando no q vc disse dela nos alertar para o que estamos organizando mal, dividindo nosso tempo mal, neste ponto ela pode ser positiva sim. É como dizem: nem tudo é de todo ruim, nem de todo bom. Mesmo desconrdando em alguns pontos, a reflexão ajudou.

Bjo - Angela Guistoves

Paty Chuchu disse...

Oiiiiii,como vc ja sabe adoro seus textos,me faz refletir a certas coisas que as vezes nos passam desapercebidos.Entao,na minha opiniao acho que vc tem uma certa razao,se bem que as vezes nao consigo distinguir a culpa boa e a culpa ma,se e´ que existe culpa boa,mas o que eu quero dizer existem certas coisas ,acontecimentos que me fazem sentir culpada,a fato de me tirarem o sono,mas isso tb me ajuda a refletir e tentar achar uma solucao.Pra mim,as vezes se sentir culpada e´ normal e faz parte(ate´ certo ponto) agora depende de nos mesma se queremos ser escrava(o)s da propria culpa.Beijinhos

Ich, Hausfrau disse...

já fui muito fiel à chapa da culpa, mas tenho tentado me manter longe dela, pq sempre que sinto culpa, fico muito mal... tento colocar na balança o que aconteceu e se foi culpa minha ou não, paciencia... a vida continua e é curta demais para ficar sofrendo com coisas que não valem a pena... bjos

Amica Philosophiae disse...

Eu te apoio!!!Nunca vi mulher pra sentir culpa que nem eu!!

Dani Fuller disse...

ahh eu tenho muito isso..
e foi muito bom ler agora para ver se eu dou uma sacudida ehehe

Trocando ideias - Espaço Mulher disse...

acho que a culpa não é um dos melhores sentimentos para termos, mas é inevitável! Tento não me culpar, mas nem sempre consigo controlar meus sentimentos, ou melhor, quase nunca!
Bjsssssss

Dani Fuller disse...

obrigada pela dica do blog.. fui conferir e curti bastante bjs

Layla Barlavento disse...

Minha irmã sempre diz: "A culpa é minha eu ponho ela em quem eu quiser!" E ela tem toda razão. Tem meu voto sim querida, há dias que a culpa oprime tanto que não dá nem pra respirar direito!

Beijos na alma!
Layla Barlavento
culpadowalter.blogspot.com

Flor de Lótus disse...

Oi,Flávia! "A culpa é minha e eu ponho ela em quem eu quiser..."
Ai acho uqe careegamos muitos sentimentos de culpa desnecessário,mas quanto a essa culpa boa que você fala eu trato ela como abandono e já prometi a mim mesma e todos os dias renovo essa promessa que aconteça o que acontecer eu não vou me abandonar.
Beijos

Monica Loureiro disse...

A Culpa foi minha companheira durante muito tempo...Não sei se quero mais por perto...

BlogdaPri disse...

Flavia, o bom da vida e ser feliz e nao se sentir culpada de nada, fazer as coisas por prazer e curtir todos esses momentos !!! bjss PRI

Marcos Satoru Kawanami disse...

nietzsche foi só um lesado

Mariachiquinha disse...

Essa coisa de sdentir culpa é muito neurótico (bom sentido', é claro).
A gente só se culpa quando sentimos que falhamos, e porque sentimos que falhamos? porque nos cobramos demais.
é verdade que em muitas das vezes poderíamos ter feito o mais, ou bem melhor do que fizemos, ou ate mesmo nao deveríamos ter feito alguma coisa. mas se já foi feito...

Acho que melhor a fazer é desencanar. Parar de auto-responsabilizar. Sentir culpa é uma forma de pedir que alguem tenha piedade de voce e diga, nao é bem assim...

Quer um exemplo simples? Vá a uma balança agora no final do ano e pense para si mesma,, puxa... eu queria ter emagrecido uns 5 quilos, mas eu sei que eu nao emagreci por minha própria culpa, me falotou força de vontade. Se alguem te diz, mas voce está ótima!! rapidinho a culpa vai embora. Isso pra mim é vitimizaçao.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...