segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Que tal ser uma mulher fácil 2011?

Viajar sozinha é bom porque você repara em você mesma, mas também nos estranhos. Seu olhar fica mais apurado para pessoas.

Quem acompanha o Juntos pelo mundo e o Twitter, sabe do problema que tive no aeroporto de Bruxelas.

Mas não contei que, no aeroporto, no meio da confusão, uma menina me chamou a atenção. Ela brilhava com seu sorriso fácil diante do que acontecia, diferente da italiana que ficou minha amiga. Essa, tinha um semblante de o mundo está acabando, por que comigo?

Fiquei hipnotizada pela facilidade do rosto da menina, na casa dos 24 anos. Até que ela se despediu de nós, indo em busca de um outro voo. 

Horas depois, conheci Victoria. Uma brasileira de uns 13 anos que estava com a sua mãe. Enquanto a mãe se descabelava com a italiana, eu e Victoria conversávamos sentadas no chão.

Ela falava com um sorriso no rosto. Madura, sabia o que estava acontecendo, da sua mãe que não poderia faltar ao emprego no dia seguinte, mas seu sorriso era de: tudo vai se ajeitar quando tiver que ser.

A madrugada chegou e tanto Victoria quanto a moça de mais cedo ficaram em minha cabeça, enquanto a italiana, com sua mãe, mesmo ali ao meu lado, passando a noite na esteira de bagagem, super solícita, não havia deixado uma marca tão forte em mim.

Quando o dia amanheceu e meu vôo foi cancelado novamente, eu me descabelei, chorei e fui eu mesma. Depois do pânico, corri para a estação de trem, paguei 260 Euros na passagem e só queria fugir da Bélgica. Serena? Sou não! Victoria deve estar numa cama quentinha e a moça na casa dela. Eu estou aqui suja e nesse frio. Quero ver ser serena nessas condições.

Ai o destino fez sua parte. Na hora de embarcar no trem de Bruxelas x Frankfurt x Munique x Eslovênia = 16 horas de viagem, todos os trens foram cancelados. Ah tá! Serenidade, né? Ser uma mulher fácil, acorda!

Mas, antes de descer da plataforma para brigar no guichê, conheci Silvia. Uma húngara, loira, 23 anos que fumava como louca, mas com o mesmo sorriso fácil. Resumo? Uma viagem que levaria 16 horas virou 2 dias e nesses 2 dias Silvia se deixou levar por minha “eficiência”. Eu arrumava tudo e ela só ia me seguindo puxando suas duas malas, já que, por sorte dela, faríamos o mesmo trajeto.

Quando, enfim, coloquei minha cabeça no travesseiro na Eslovênia, depois de 3 dias de viagem, todas essas mulheres vieram à minha cabeça como um furacão. Pensei em como damos peso a coisa leves. Coisas sem remédio, eficiência é diferente de pânico. Sorrir irrita mais o inimigo do que o grito.  

Ontem, aqui em Londres, bateu 4 da tarde no Big Ben, hora intitulada por mim e por Luiza como a hora da depressão. A escuridão vai batendo, dando uma sensação terrível.

Logo comecei a ser eu mesma, mas, por algum motivo, me veio à cabeça: O que Victoria, Silvia ou a menina que não sei o nome fariam? Sorririam e esperariam dar 5 da tarde.

Assim, sorri para o Big Ben, peguei o metrô e fui para a Harrods. Não tem como ficar deprimida em uma loja inteira em promoção!

Por isso, hoje, aqui, nessa primeira segunda-feira do ano estou firme no meu objetivo: Que tal ser uma mulher fácil em 2011?

14 comentários:

As I Am disse...

Uma ótima resolução!
Vou aderir!

Ser fácil, até pq criamos, aumentamos, complicamos muito dos nossos problemas.

Bjão!
Feliz 2011!

Luiza Vono disse...

Ser fácil, não é fácil!! Mas prometo tentar! É um ótimo desafio! Tô com saudade absurda e não imaginei que fosse ser assim!! Aproveita Flá, ao máximo, mais do que aproveitamos juntas, dá muita saudade qdo voltamos! (Vc sabe disso mais que eu!!) Beijo grande!!

Sonhos & melodias disse...

Flavia em primeiro lugar: Feliz 2011!!!!
Menina, lendo seu texto e suas aventuras, lembrei-me de um querido amigo que outro dia me "puxou" as orelhas dizendo que faço muito drama com coisas banais. Na hora, estava esquentada e fiquei até magoada. Mas depois, de cabeça fria, fui pensando em tudo e vi o quanto ele tinha razão. Nossa! Sou destemperada também. Acho que realmente esse seja o mal das mulheres. Precisamos ficar mais calma, serenas...mas como?! Um dia também aprendo. Estou adorando suas aventuras. Bjs

Sandra disse...

Descomplicar o que parece complicado e ser mais flexível e fácil demanda trabalho, mas a gente pode tentar...tudo vale a pena se a prioridade for nós mesmas e nosso bem estar!

beijos ^^

mag disse...

Como o velho ditado:" a gente faz tempestade em um copo d'água"..... assim somos... mas e' muito melhor sorrir para o inimigo e procurar um lugarzinho que faça valer o sorriso. Vamos em frente mudando e melhorando nesse 2011.
Vc com certeza nessa sua aventura esta' adquirindo muita experiência e da mesma maneira passando pra gente aprender também.
Um abraço grande e saiba que mesmo que você esteja ai sozinha, mas aqui no blog vc tem muita gente te acompanhando nessa aventura e sentindo o que vc ta sentindo também !!! um bj e um abraço com carinho.

Bia disse...

Essa hora que vai escurecendo eh o fim pra mim... =/

Esse seu mes passou rapido hein, daqui a pouco vc ja esta de volta pra o aniversario! :)

bjs

Luciana Håland disse...

Um coisa que as meninas que você encontrou e que manteram o sorriso no rosto e aparência de não preocupacão tem em comum é a juventude. Com certeza é bem mais fácil ver a vida de forma fácil quando se é muito jovem, ou quando se já está bem mais velho. Os muito jovens nem ainda estão desgastados pelo estresse do tempo, nem tem tantas preocupacöes na vida, e veem a vida como se tivessem muito tempo pela frente.
Eu era bem assim, mas depois dos 30a vida comecou a mostrar que o tempo passa muito rápido, os compromissos e responsabilidades são muitos, e temos que concretizar e muitas vezes pessoas pelas quais respondemos, isso ainda eu nem tendo filhos.
Ainda consigo ver a vida com muita leveza, excesso de paciência, e acreditando no fácil, mas com certeza quando muito jovem (antes dos 30 anos) a intensidade era muito maior.
Detalhe que eu disse 'muito jovem', porque somos jovens aos 30, 40... e até quando a idade avanca mas mantemos jovem o espírito.

Aproveite muito o que ainda resta da viagem e traga mais ainda leveza pra sua vida.

Beijo

Anônimo disse...

Flavia,

tô dentro. Ser FÁCIL! Isso é o q tenho aprendido com meu namorado Holandês: simples e sempre com a cara de que o mundo está a favor dele. Mesmo qd ele está chateado, o semblante é bem parecido com os das mulheres q 'fáceis' q vc conheceu.
Daí estou adorando ter por perto um homem 'facil' que me acalma e me ajuda a colocar um sorriso no rosto mais frequentemente.
Obrigada pelo post. Hoje, no trabalho maravilhoso que consegui para 2011, vou aplicar este sorriso no rosto.
Ontem mesmo eu já caí em tentação e esqueci, várias vezes, o sorriso na bolsa. rsrsrsrs
Hoje vou segurá-lo na mão para q fique mais perto do rosto. rsrsrs
Beijos e obrigada por me dar dicas fáceis de se seguir.
Miriam Machado

Albuq disse...

Viver e aproveitar intensamente!

AmoJoias disse...

Oiiii
Waw adorei o post! doidera hein, mas ao mesmo tempo são coisas simples que irritam d+
Mas amei a iniciativa/sugestão! Sim, acho ótimo facilitar e simplificar tudo sempre!
bjaoooo

Prity disse...

Certamente nos dará uma sensação maravilhosa. Beijos, cuide-se! Aproveite, que 2011 te dê muitas alegrias!

♥ Erika Saab disse...

Ai, nem fala, eu sou brava que só! Do tipo justiceira, que qualquer problema já tô indo lá brigar pelos meus direitos hahaha. Ficar assim numa boa como as garotas que você conheceu diante das adversidades da vida é um grande desafio para mim, tanto que o que mais quero em 2011 é um ano de muita paz rs!Sou fã de gente assim que sabe relaxar diante de dificuldades.

Cris disse...

Um encanto seu blog. Com palavras que acrescentam e assuntos diversificados. Adorei. Um ótimo 2011 pra vc. Estarei passeando mais vezes por aqui. bjs

glamforall disse...

Adorei o texto.. Tentei me imaginar numa situação como a sua. Não sei qual seria a minha reação.. Mas realmente, devemos tentar levar a vida de uma forma mais leve, acho que facilita tudo..

Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...