segunda-feira, 9 de maio de 2011

Dividir o salário, economizar e resistir às tentações? É possível?

Quanto vai para o supermercado? E para roupas e sapatos? Como não extrapolar diante de vitrines tentadoras?

Queremos ter uma poupança gorda em dinheiro,  um guarda-roupa ainda mais robusto e um único oposto: corpo magro.

O corpo fica para outra hora, mas para o dinheiro, a economista  Huandra Siqueira entende bem.

"Como mulher, eu sei o quanto é difícil manter a vida financeira equilibrada. São tantas ofertas, propagandas e facilidades que nem sempre é fácil dizer NÃO à nossa vontade. Toda mulher num shopping com um cartão de crédito na mão é rica.

A gente se depara, despretenciosamente, com a roupa perfeita. Olha para o cartão de crédito, faz “contas de cabeça” e percebe que dá para dividir em 6 vezes sem juros e o melhor: sobra crédito para o acessório perfeito, digno da tal roupa perfeita.

O que faltou na hora da compra? Bem, faltou: controle dos gastos pessoais (1), equilíbrio e racionalidade (2), educação financeira (3).

Gosto muito dessa tabela: Economias 20%, casa, comida e roupa 50%, Educação 10%, Diversões 10%, Seguro de Vida 10%.

(1). Para que isso aconteça é preciso apostar no Controle dos Gastos Pessoais - É o passo mais importante, só por meio dele detectamos o destino que estamos dando a nosso dinheiro.

Muita gente não controla nem tão pouco registra seus gastos diário porque “não tem tempo” ou “não tem afinidade com a matemática”. Mas veja bem, estamos falando do SEU dinheiro, do fruto do SEU trabalho, do SEU tempo. Tempo este que poderia ser dispendido com entreternimento, lazer e momentos em família, mas você escolheu utilizá-lo trabalhando, adquirindo dinheiro - então é válido reservar alguns minutinhos do seu dia em prol do controle financeiro, não é mesmo?!

(2). Equilíbrio e Racionalidade - “Nunca compre no calor da emoção”
Faça uma lista antes de ir às compras contendo as peças que pretende adquirir e o quanto está disposta a pagar por elas. Foco: seja fiel ao que fora listado e só compre peças que estão de acordo com o que orçou.

A maioria dos afortunados tem algo em comum: são extremamente racionais quando o assunto é dinheiro. Deixe a emoção para momentos em família, nunca, nunca, envolva dinheiro e emoção numa só questão. Algumas mulheres dizem que compram porque eleva a auto-estima e dá prazer e eu não posso discordar disso, porque dá mesmo! Só que existem maneiras mais sensatas - e tão eficientes quanto - de se sentir bem sem precisar comprometer renda futura.

Quando sentir vontade de ir a uma loja e se esbaldar em roupas, pense: o que realmente estou desejando? Se perceber que o objetivo, no fundo, é sentir prazer ou felicidade, se esquive da loja e vá fazer algo que te deixe de bem com a vida, como cantar, caminhar, namorar ou jogar conversa fora com aquela amiga querida. Garanto que, a curto-prazo, terá o mesmo efeito e a longo um melhor ainda.

(3). Educação Financeira - “Não há mudanças sem conhecimento”
Pesquisas mostram que a maioria daqueles que ganham em loterias retornam à situação financeira original. Se você não se educa financeiramente não saberá operar as ferramentas necessárias para conquista e conservação de seu bens e dinheiro. Também não terá a estrutura intelectual necessária para enfrentar os desafios que poderão surgir no caminho, como crises financeiras, inflações elevadas, queda no valor de suas ações, desemprego etc.

Não tem jeito, a única saída foi e continuará sendo o velho e bom conhecimento. Leia livros sobre finanças , participe de cursos sobre investimentos, economia doméstica. Pesquise em sites, assista vídeos de palestras.  E o mais importante: poupe dinheiro (também com equilíbrio, para não poupar demais e ter uma vida restrita). Valorize seu dinheiro."

As palavras são lindas, mas o trabalho longo... Por isso... Dividir o salário, economizar e resistir às tentações? É possível?

11 comentários:

Única e Exclusiva disse...

Sempre é possível seguindo estes conselhos... Dinheiro é para transformar coisas mais simples não complicadas, e não precisamos mantermos em dívidas...

Da mesma forma qdo queremos viajar precisamos de foco, então, pq não manter isto sempre?

Agora eu aprendi... Depois de mts cartões quebrados, kkkkk

Beijos =***

Raquel disse...

Atualmente estou lendo diversos livros sobre educação financeira doméstica!

Coloquei em um caderno e tb em uma planilha do excel todos os gastos da minha família e ainda fiz uma simulação de qual deveria ser a minha realidade de gastos de acordo com o salário recebido e ainda fazer uma boa poupança... Resultado: É MUITO DIFICIL ATINGIR ESSE OBJETIVO, TEM QUE TER MUITA FORÇA DE VONTADE E DETERMINAÇÃO...

Mas estou tentando sobreviver, tanto que tenho três mantras para este ano e estão de todo tamanho na tela do meu computador:

"VOU CONSEGUIR TODA A RIQUEZA DE QUE PRECISO PARA LEVAR UMA VIDA FELIZ E SEGURA."

"VOU DEIXAR DE SER POBRE EM 2011!"

"FRACASSAR ESTÁ FORA DE QUESTÃO."

Missionária Bella Dourado disse...

Adorei o texto; como toda mulher me encaixo nele, só saio fora dos trilhos porque lá de vez em quando tenho uns ataques de consumismo que acaba antes de chegar no caixa, rs,rs,rs.

Tenho uma amiga que diz para mim não espalhar meu segredo de dona de casa se não ela vai a falência e para que eu deixe meu marido fazer as compras em paz. rs,rs

Faço assim: Vou no mercado pego o carrinho em dias de descontrole hormonal e ponho tudo que quero ai vou para uma fila bem longa, rs,rs,rs ai começo a revisar os produtos e pode ser baratíssimo s enão vou usar, se vai virar entulho vou tirando um a um e quando chego no caixa cabe numa cestinha, rs,rs,rs.

Saio feliz da vida depois de um tempão com uma sacolinha, rs,rs,rs.

Talvez porque comecei a trabalhar muito cedo sou bem organizada mentalemnte nas finaças e pratico, e por ultimo mais um curso concluido em Gestão financeira tem que servir para alguma coisa né, rs,rs,rs

Bjs e boa sorte a todas que precisam de ajuda para jugir das armadilhas do comércio.

Abençoada semana

Telma Maciel disse...

Bom... comprar roupas, sapatos e bolsas pra mim é fácil evitar. ADORO bolsas, mas já tenho demais e consigo controlar. Mas admito que tem dias que dá a louca e tudo o que eu quero é gastar!!! Tenho tentado me controlar... Vou tentar seguir as dicas, né? rs

Wilma disse...

É possível sim, porém com muiiiiito controle, e essa proporção de 20:50:10:10:10, está bem diferente do meu controle, vou até tentar ajustar, quem sabe fica melhor!! Adorei!!

Claudia Magnólia disse...

é difícil encontrar uma mulher que nunca tenha se enrolado com as finanças, afinal, somos muito emotivas e as compras nos ajudam a aliviar o stress diário ou de alguma situação com a qual não estamos sabendo lidar... achei interessante a economista comentar que não devemos nunca misturar emoção com dinheiro...e é fato. Essa questão tb de anotar os gastos diários é ótima...quando tornamos isso um hábito, fazemos quase que involuntariamente e no final do mês quando fazemos as contas podemos perceber o quanto gastamos com futilidades...daí, se tivermos amor ao nosso dinheiro, começamos a diminuir os gastos. Outra coisa que acho muito interessante é coortar cartão de crédito, pois ele é uma verdadeira "arma" para nós...rsrs... acho que vale a pena ter um para gastos maiores e tb para contar milhas para viagem...no mais, é pagar a vista e chorar por um desconto. Ter dinheiro sobrando na conta não é tarefa fácil, exige perseverança, mas vale muito a pena.

Ótimo post, Flavia!

Beijos

Lu disse...

Olha, os meus problemas são as livrarias. Entrar nelas é sempre um problema pra mim. No mais, não tenho problemas. Lojas não me atraem e só entro nelas quando não tenho opção. O mercado é pra frutas e legumes (rs). Então estou a salvo. rs
bacio

C. disse...

Já comecei meu "controle financeiro" no ano passado, através de uma (bela) planilha no Excell, e olha, como a gente gasta em besteirinhas que no final assustam, viu!

* Comecei hoje a colocar em dia os comentários, assim que eu terminar, vou responder aquele questionário minha querida, obrigada mais uma vez!

Nana disse...

Tenho uma santa planilha no Excel pra levar na ponta do lapis as despesas do mes e os gastos do dia-a-dia.
A gente rala muito pra disperdicar o dinheiro tao facilmente.
Muito válida a foto da Becky Bloom...esse filme é muito legal!
Bj e fik c Deus.
Obs: Estamos com um projeto de posts coletivos chamado Projeto 10 em 10. A intenção é que fazer 10 fotos, em 10 horas diferentes do seu dia, colocar tudo junto e publicar.Tá a fim de aderir no próximo mês?!

Malu disse...

É difícil poupar, mas não é impossível...eu sempre guardo R$50,00 reais escondido na carteira, até esqueço às vezes q ele está lah, dinheiro de socorro...rss...agora se deixar no lado visível, aquilo some, não que eu gaste com coisas supérfluas, mas com o que é preciso...
Eu não tenho cartão de crédito, mas quando precisa pego o do meu namorado, a gente divide conta juntos...
Eu não compro por impulso, pq uma vez comprei e me arrependi, fiquei com raiva depois e prometi a mim mesma que iria pensar antes de comprar algo...geralmente compro qdo preciso da peça, por exemplo, nesse mês preciso de um calçado, vou lá e compro, mas não levo dois, a não ser que precise realmente....hehe

Cheers! Fla disse...

afe,amei o post e essa tabela eu nao conhecia. Estamos tentando colocar nossas financas nos eixos e estah dificil... mas a gente chega lah :-)

bjs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...