quinta-feira, 16 de abril de 2009

O que fazer no dia a dia para ser menos nocivo ao meio ambiente?

Dizem por aí que o mundo está acabando. As calotas polares estão se desprendendo, os oceanos estão avançando e cidades estão sendo devastadas por enchentes sem precedentes.

O que estão fazendo do mundo!? Que triste! Que horror! Essas indústrias gananciosas! - são as perguntas que, automaticamente, pipocam na sua cabeça e na minha.
Afinal, Bush foi o vilão não querendo assinar um acordo para reduzir a emissão de gás nocivo.
E nós... Ahh nós somos mocinhos indefesos, ora bolas! Minha vida é corrida demais!
- Diminuir dois minutos no banho? Ahh... não mexe com meu banho!
- Separar o lixo seco do molhado? Dá muito trabalho ter duas lixeiras na cozinha...
- Desligar a TV na tomada? Ahh... é muito chato ter que ligar e desligar toda hora.
- Para de lavar a calçada? E como deixar cheio de poeira!?
- E o pessoal do Greenpeace? Ah... um bando de louco!

E a pior de todas:
- Colocar o lixo na bolsa? Se eu não jogar na rua o gari não tem emprego, por isso jogo no chão!
O ser humano tem a tendência de jogar para o outro a responsabilidade de tudo de ruim que acontece. Mas a natureza não está nem aí para cada um desses argumentos. E o que assusta é saber que ela é bem mais forte que nós.
É clichê, mas uma caminhada começa com um primeiro e pequeno passo. Existe um blog chamado Movimento Naturza que vale a pena conhecer para pegar algumas dicas de como começar de forma simples.
Mas, com certeza, cada um tem uma receita para ajudar o meio ambiente. Assim, o que fazer no dia a dia para ser menos nocivo ao meio ambiente?

8 comentários:

Dri - Everywhere disse...

O triste eh que todas essas "reacoes" que vc enumerou, eu soh vejo acontecer no Brasil.
Por aqui a conciencia "green" eh bem forte, e essas pequenas atitudes que (espero eu!) podem salvar o planeta jah fazem parte da vida de todo mundo.
Jogar lixo no chao eh inadmissivel, e se alguem vir vc fazendo isso, vao logo te dando uma bronca. Os bairros fazem altas campanhas de reciclagem, e meu predio ateh dah sacolas de lixo gratis pros moradores, pra incentivar a separacao e reciclagem. etc, etc.
Infelizmente no Brasil (se bem que tambem via isso acontecendo na Espanha) as pessoas sempre acham que "nao eh meu problema" e se tem outra pessoas pra fazer por eles, porque se encomodar pelo bem de todos, certo?
Oque eh meu eh meu. Oque eh dos outros deveria ser de todos nos.
E comportamentos assim nao nos leva a lugar nenhum.

Linda Carioca disse...

Olha, eu nunca jogo lixo no chão mas confesso que certas consciências tenho tido mesmo apenas agora.

Tipo, agora compramos aquelas sacolas retornáveis e quando elas não são suficientes, guardamos as sobras de sacolas de mercado para jogarmos alguns lixos, como : carne, as sujeiras da nossa gatinha, etc.

Estou me preocupando mais com a água, desligando quando vou lavar a louça ou o cabelo, etc. mas ainda sei que falta muito a ser feito !

BJS!

Fernanda disse...

Adorei o post. Acredito sim que é no "cada um" que começa o todo. Vamos ver...!!! Sou esperançosa demais e acredito que tudo vai se resolver.

Voltei a postar no meu blog (espero continuar) e tenho visto sempre o seu. Está muito legal!!!

Bjocas

Carolina disse...

Aqui no meu bairro faz muitos anos que separamos lixo. Acho que mais de 15 anos.
Sobre jogar lixo na rua... nem pensar !!!
temos uma feira ecológica aos sábados na Redenção, uma praça enorme bem conhecida. Faço compras lá tbém pelo prazer de ser um bairro mais eclético e meu antigo bairro onde vivi por mais de 27 anos. Mas tbém curto junkie food
A importância da água é algo pra mim já entanhado nas minhas veias.
E no mais acho que vamos praticando a nossa parte para entender a dimensão do coletivo. Mas tenho meu lado trash
bjos meus

June disse...

Parabéns pelo post.
Pena que ele reflita, realmente, o pensamento de muitos!!!

Eu sempre ando com um saquinho de lixo na bolsa (to estiloso, aliás!) e reutilizo todo papel que uso na impressora. E depois envio pra reciclagem, pois chega a doer ver aqueles paéis-árvores indo pro lixo!

Outra mamenira de colaborar é reduzir o consumo de pilhas e ampliar o tempo de troca de celular. Não precisa torcar anualmente! Ou a cada lançamento!

Oras! Compra um bom e fica com ele por mais tempo!

E isso vale pro consumismo exarcebado!

Outra atitude básica é trocxar sacola de plástico por aquela de lona que podemos usar milhares de vezes, e tem lucro, ainda não corremos o risco dela rasgar no meio do caminho como a de plástico!

bjux

Lidiane Vasconcelos disse...

Olá, Flávia!
Muito legal essa sua reflexão a respeito do tema.

Penso que não há necessidade de ser um “eco-chato” para assumir a postura de que é necessário fazer algo, e as grandes mudanças começam sim com pequenas atitudes.

Tenho me esforçado no meu dia-a-dia, fazendo pouco é verdade, mas dentro do que considero possível para contribuir de alguma forma para o bem-estar de todos nós.

Listo o que tenho feito: diminuir o tempo do banho, desligar a torneira na hora de escovar os dentes, ensaboar toda a louça e só depois enxaguar, separar o lixo, desligar todos os “olhinhos vermelhos” dos eletrodomésticos que ficam em stand by, manter as luzes dos cômodos da casa que não estejam em uso sempre apagados, trocar as lâmpadas por outras de consumo mais econômico, usar menos o carro para distâncias curtas, reduzir o consumo fazendo o exercício mental de me perguntar se realmente preciso daquilo, reaproveitar materiais em casa antes de sair descompensada querendo comprar tudo...ai, ai, é o que consigo lembrar agora.

Dia desses fiz um post tratando de atitudes simples no dia-a-dia onde reúno 5 dicas para ajudar a natureza, sem que seja preciso bancar o eco-chato...eheheheh...

A título de contribuição, deixo o link:

http://femeablog.wordpress.com/2009/02/04/5-dicas-para-ser-verde-sem-ser-ecochato/

Ótimo post!
Beijos

Georgia disse...

Vamos sentir na pele tudo isso.

Bjus

Anônimo disse...

e verdade,a falta de habitos gera esse desequilibrio,tipo o povo brasileiro tem complexo de pobre,ou seja se nao fizer aquele mundareu de comida vai parecer pobre,apessoa nao pode limpar o espaco onde vive pq nao e empregada,to pagando tenho direito,e um monte de cliches e qdo vc vai pra alguns paises desenvolvidos com excessao dos eua( o maior poluidor),vc nota coisas muito interessantes como reciclam quase tudo desde o plastico,vidro,metal,isopor,etc...
nao sao de desperdicar nada,levam sua agua pra evitar comprar na rua,compram coisas usadas,realmente e muito interessante essa ideia,acho q o Br desperdica demais em todos os sentidos,nao digo sobre banhos e calcadas mas os nossos rios estao contaminados,nossas matas acabadas,alimentos jogados,enfim da desanimo...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...