terça-feira, 23 de junho de 2009

Como fazer eles falarem?

Há alguns anos atrás fiz um curso de escrita criativa, em Vancouver, e a professora comentava como as mulheres falam tanto que não dão espaço para o homem falar.

No trem, voltando para casa, depois de passar a semana fora, ela ligou para avisar o horário de chegada do trem. Quando se deu conta mais de vinte minutos haviam passado e só ela havia falado.

Quando desligou decidiu que chegaria em casa e ouviria mais do que falaria. Demorou, mas com o tempo o marido foi achando espaço para falar.

Mas a vida não é tão colorida assim. Homens simplesmente NÃO ABREM A BOCA! Principalmente se o assunto é ajustes na relação. Como eles não falam nada, a gente sai falando por nós e por eles. Quando brigo com meu namorado falo, falo e falo e quando termino uma pergunta ainda tenho que dizer: “Isto é uma pergunta! Precisa de resposta!

Enquanto aguardo, meu pensamento voa. Eu pulo em cima dele, arranco seus cabelos, dou um golpe ninja na barriga dele e depois estapeio ele todinho! Satisfeita, saio do meu transe agressivo e começo a falar novamente porque ele simplesmente ainda está pensando no que responder.
Dizem que eles se sentem acuados, precisam ir para suas cavernas e bla bla bla, mas a briga sempre começa depois de uma tentativa de diálogo da mulher. Ele não responde ou solta apenas frases feitas. Ela vai ficando nervosa e termina em frustração por não conseguir resolver o problema em questão. A impressão é que estão viajando enquanto a mulher se esguela.
Não adianta dizer que homem é Marte, Vênus, Júpter, Plutão. Nós estamos na Terra e aqui só o diálogo constrói. Mas só as mulheres sabem disso? Por que a pergunta continua sem resposta: Como fazer eles falarem?

11 comentários:

Debora Rocha Muscutt. disse...

Gostei muito do seu blog!
O post "como fazer eles falarem?" mostra exatamente como me sinto em relação ao Tom, com quem já sou casada há algum tempo e que me deixa doida, quando decide ir pra caverna...'-)
Quem souber a resposta me avise!
Beijos e obrigada pela visita em meu blog.

egitoebrasil disse...

no meu caso meu marido fala... mas o problema é que ele anda meio dramático, não posso fazer uma reclamaçãozinhaaaaaa q vem o drama... é importante também não só falar, mas saber escutar e entender o ponto de vista do outro. Graças a Deus encontramos o ponto de equilibrio, mas quem disse que lidar com o outro é sempre fácil??

acho q sua pergunta não tem mta resposta... eeheh

Carolina disse...

Olha eu não sou de Marte nem de Vênus e sou geminiana, portanto chegada numa comunicação, não a toa jornalista, mas em se tratando de DRs ( discutir relação)não curto muito, acho que relação é pra ser sentida, não discutida e o resultado final na maioria das vezes é sempre o mesmo.
O saldo final é:
muito desgate físico e mental
duas pessoas falando línguas diferentes
resultado zero porque somos diferentes logo pensamos diferentes.
Não é que eu não discuta, mas somente em caso de urgência. Tem mulher que gruda numa discussão por um olhar diferente por uma fase estranha do cara, aí não dá.Aí é uma ginástica mental que mata qquer um e por consequência a relação.
Sei lá, acho que meu cérebro, com o passar dos anos ( ou dos coices) ficou meio masculinizado
O que é importa é achar o meio termo entre a nossa (sempre) ansiedade e a introspecção dos garotos.
Somos inter e eles são intra. É fato!
bjos queridos pra ti

Devathai disse...

Taí mais um estereótipo de gênero no qual eu não me encaixo. E sinto uma puta dificuldade quando me forçam a falar. E não sou 'masculinizada' por isso. Odeio DRs e sempre preciso ir pra minha caverna refletir. E os homens com os quais me relacionei sentiram muita dificuldade em lidar com isso =/

dani mariane disse...

Olá. Interessante o ponto de vista, mas eu não me encaixo. Em meu relacionamento eu que sou a mais "fechada". [Ele] é muito mais aberto inclusive nessas conversas de relacionamento. Mas seja quem for, se um lado parte pra ofensiva, nada mais natural que o outro lado fique na defensiva, seja o homem ou a mulher. Nem todo homem tem dificuldade com a comunicação dos sentimentos, isso é um generalização, e talvez até uma questão cultural, não sei. Mas tenho certeza de uma coisa, comunicar-se é fundamental. -peace

Isabella disse...

não é à toa que eu acabei de criar um conta no Twitter... Ainda mais porque não tenho mais marido - LOL!!

beijos

Georgia disse...

Flávia, uau! hahahahahhaah!

Você da uma de ninja com o namorado, bate, morde e tudo o mais, hahahahhha.

Eles sao assim mesmo, ficam em cima do muro, nao tem jeito.

Beijo

Paula disse...

os amando.

sabe o que reparei? que vc nunca passa la no meu blog
: (

Isadhora disse...

Concordoooo!!!

"Nós estamos na Terra e aqui só o diálogo constrói."

Nao sei pq conversar traumatiza tanto um homem...
Exige tanto esforço assim???
Afinal, algumas poucas palavras estaria de bom tamanho!

Lucia Cintra disse...

Nao da pra obrigarmos ninguem a 'fazer' nada. Isso depende da personalidade da pessoa ou dela mesmo querer melhorar se ja nao sabe se comunicar.

Tenho sorte de ter uma comunicacao otima entre meu marido e eu. Conversamos e falamos sobre tudo e isso facilita mt a relacao. Eh mt raro brigarmos, nem me lembro qdo foi a ultima vez que isso aconteceu, e as vezes que discordamos, sempre ha mt dialogo pra chegar numa conclusao.

Tem que haver paciencia, respeito e compreencao dos dois lados, principalmente qdo se trata de um assunto delicado. Bjos

Iseedeadpeople disse...

Flávia e seus estereótipos sexistas... quem disse q todo homem é assim? Tem cara q é um poooooooorre e quer discutir a relação toda hora...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...