sexta-feira, 15 de abril de 2011

Enriquecer, curtir, comprar. Viagem, por que investir nela?


Ano passado...

- Ai... não sei... O armário da pia da cozinha está para ficar pronto tem uns 8 anos...
- Compre a passagem, agora!
- Seu pai vai me matar...
- Compre!

Quarta-feira...

- Menina! Como esse ar é diferente! O ar desse Duty Free é mais leve, não é não?

Minha madrasta e meu pai embarcaram para Madrid, Paris e Londres na quarta-feira. Detalhe? Tudo foi feito pelas costas dele, porque por ele ninguém sai de casa. Outro detalhe? Não falam muito bem nenhum dos idiomas.

- Mas eu já sei o que vou dizer se tiver dúvidas - ela disse. - Can I help you? - Quase morri. Melhor confiar no inglês do meu pai.

É a primeira viagem internacional dos dois. Porque, como diz meu pai, ir a Argentina não é sair do Brasil. Tem mais argentino no Cristo Redentor do que na Rua Florida.

Tem gente que pensa que eu tenho uma árvore de One Million Dólar no meu quintal que se renova diariamente e, por isso, eu posso viajar o mundo sem fazer escolhas. Não. Não tenho. Eu fui a primeira pessoa da minha família a ir para fora. Gerações e gerações que nunca souberem nem que a Terra é redonda.

E assim, muita gente deixa recado e manda e-mail perguntando: "Como você faz para viajar tanto?" Elejo prioridades. Viagem, você só precisa fazer uma única vez, porque depois que você sente o tal “arzinho diferente” do Duty Free, danou-se. Você percebe que ver o mundo ao vivo é muito mais legal do que no computador. Que você volta melhor para o marido, para o trabalho. Sua vida rende muito mais.

"Mas você me diz para ficar em casa sem o armário da cozinha?" Não! Ou sim. Se você morrer amanhã, em dois meses outra está dentro da sua adorada casa e seu filho vai estar chamando ela de mamãe. Desculpe, mas é a lei da vida, ladies. E sabe aquele brinquedo? Seu filho nem vai lembrar. Mas de um passeio juntos ele vai guardar eternamente no coração.

Viagem abre tanto sua mente, que você vai voltar tão renovada, que vai render mais no trabalho e vai ganhar o dobro do necessário para o armário da cozinha. Confie, simples assim. Não tem como não voltar disposta a enriquecer, após uns dias em NY, nem que seja só para ter dinheiro para voltar lá e morrer de comprar.

Eu preciso do "arzinho diferente" para me renovar, ter novas idéias que me façam ganhar mais dinheiro e felicidade. Mas dizem por ai que eu sou diferente... Eu não posso casar com meu namorado, porque sou casada com o mundo e bigamia é crime no Brasil... Assim... Enriquecer, curtir, comprar. Viagem, por que investir nela?

15 comentários:

Anna Paola disse...

Flavia, amei a homenagem!! Eu no seu blog... que máximo!! Tomara que sirva de exemplo para várias "ladies". O arzinho do Free Shop é sem dúvida o início de tudo! Muitos outros arzinhos rejuvenescedores já pude sentir em Madrid, e olha que a viagem só está começando... Te amo muito e agradeço por sempre me aconselhar a não desistir dos sonhos! Beijos madrilenhos!!

Teté disse...

adorei, tb penso assim, viajar ensina mais que escola e faculdade.... por isso invisto nisso. viajar é preciso!

Ana Paula disse...

Concordo, realmente viajar não é caríssimo, como muitos dizem ser, mas exige que se torne prioridade na ordem de pagamento ... já viajei, mas quero viajar ainda mais ... agora pode não ser prioridade, para minha própria dor ou prazer, mas logo será rs... obrigada por me lembrar o quanto é bom!

Quanto a você responder os comentários... eu, sinceramente, prefiro quando vc passa no meu canitnho rs... mas de qq forma é bom... Beijo!

Depois dos 25, mas antes do 40! disse...

Paola!!! Imagina, eu que agradeço por ter aceitado a viagem e levado papis!

Beijos!!!

Depois dos 25, mas antes do 40! disse...

Teté é preciso, sempre! Aproveite e inspere-se nos exemplos! Beijos

Depois dos 25, mas antes do 40! disse...

Ana, deixa comigo que vou lá sim. Na verdade, os comentários serem respondidos aqui foram uma sugestão das leitoras. Mas estou percebendo que não faz tanto diferença assim, responder um por um... Gosto mesmo de ir aos blogs de vocês e dar um oi!

Mas vou respondendo aqui e no de vocês também.


Beijos!

Bia disse...

Flávia, vc está certíssima! Depois que sentimos esse arzinho internacional, a vontade é mais e mais!!! Tanto que sempre tive o sonho de passar um amo no exterior e realizei. Pensei...agora eu sossego! Quem disse? Sossego? Eu quero mais e mais!!!
E quanto a $, para um sonho sempre se dá um jeito!!!
bjsss

Bia disse...

ops...um ANO no exterior.

Cláudia Acourt disse...

Que pergunta boa: pq inverstir nas viagens? Eu dei a grande tacada na minha ao investir em viagens pois acredito que viajar nos faz ver o mundo como ele é e nao como imaginamos, nossos paradigmas se transformam, nos colocamos em confronto, vemos que existe muito mais em nossa volta que o proprio umbigo, e assim é possivel entender que (por exemplo):
o Alcorao é interpretado de diversas formas no mundo mulçumano, assim como a Biblia entre os cristaos;
Que mulher moderna é uma visao bastante divergente pelo mundo;
Que tomar banho todos os dias è higienico mas nao o bastante;
Que uma guerra pode mudar um povo mas nao seus principios;
Que quanto mais vc sabe mais descobre que ainda precisa aprender;
e etc...
Porem eu acredito que para aproveitar muito bem as viagens, alem do simples turismo, è preciso ter uma base cultural que é adquirido com livros e estudos. De modo contrario vai sempre fazer turismo e falando, alem de manter esteriòtipos, o que todo mundo, sem nenhum filtro.
Bjos

Malu disse...

A viagem é sempre muito enriquecedora, mesmo não sendo no exterior, só de olhar a paisagem e enxergar o belo, já é algo super satisfatório....Eu estava esse final de semana indo de carro para Floripa e estava pensando nisso, como nós temos coisas tão belas a nossa volta e nem desfrutamos delas, não vemos, apenas olhamos....e aquilo passa batido....
Hoje minha prioridade é a minha futura casa, depois de pronta, o porquinho vai começar a engordar para a minha viagem do sonho...hehe...quero conhecer a França e a Itália...tenho uma grande vontade de conhecer o Egito também...mas é assim, pode demorar um pouquinho para acontecer, mas nunca desistirei desse sonho...

Anônimo disse...

Eu acho sim que viajaré legal, enriquece, mas não acho que seja mais importante do que ter "um armário dentro de casa". Apesar de satisfazer o ego, levantar a auto estima e nos enriquecer como pessoa, temos prioridades na vida, não podemos ser "irresponsáveis" e deixar de "pagar uma conta" para simplesmente viajar. Ei! Quando vc volta, sua vida é aqui, suas obrigações estão aqui! E não concordo que um filho chame outra mulher de mamãe em 2 meses. Provavelmente você não deve ser mãe....Acredito que tudo dependa também dos valores que você carrega e passa adiante. Tenho raízes firmes, gosto de viajar mas ela nunca vai ser prioridade em minha vida!

Beta disse...

E aí linda? COnseguiu salvar o blog? bjkas

Flavia Mariano disse...

Quanta gente querendo viajar! E uma dizendo que não! Sempre bom ter mulheres com diferentes pontos de vista.

Viajar é algo que só quem faz sabe do que estou falando.

A Paola deu notícias de Paris dizendo: "Esse arzinho daqui é ainda mais revigorante do que o do Duty Free!"

Só deixando claro: ninguém aqui está pregando que sejamos loucas e deixemos de ter itens básico em casa para viajar. Como disse a Malu, nem precisa ser só para o exterior.

Mas cada um com suas prioridades.

E o fato de eu ter ou não filhos, isso não influi em nada no texto. Estamos falando de viagem. Mas a realidade é dura, filhos vivem muito bem sem os pais...

Beijos

A Princesa - Maquiavel para mulheres - Por Ellen Lira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
A Princesa - Maquiavel para mulheres - Por Ellen Lira disse...

Nossa, amei de paixão esse post!!! Mais uma vez vc leu os meus pensamentos... pois é exatamente isso que penso!!! Viagem é o melhor investimento que alguém pode fazer. No ano passado fui com a minha filha comemorar o aniversário dela em um cruzeiro que partiu de Veneza para a Grécia e Croácia... e depois uma esticadinha em Paris. Foi um sonho lindo que jamais será esquecido.
As pessoas costumam invejar as minhas viagens e questionam porque eu moro num prédio antigo no centro da cidade, porque não reformo a minha cozinha...
Flávia, só quem sabe o que é sentir o friozinho do free shop, a emoção de se perder pelas ruas de Veneza ou sentir a vista ofuscar pelas cores da Times Square em NY, sabe dar o real valor.
Meu salário não é lá essas coisas para uma profissional do Direito, mas não tenho do que reclamar, pois com ele sustento a mim e a minha filha. Todos os anos faço escolhas do tipo geladeira inox ou viajar pelo mundo e sempre opto por ser feliz... E quando volto, cheia de histórias para contar, feliz da vida, me sinto alimentada emocional e culturalmente para aguentar mais um ano de trabalho. Aqui em casa não tenho TV de Plasma ou LCD, pois preferimos ver o mundo ao vivo e em cores reais. Esse ano farei, se Deus quiser, Croácia, Csta Amalfitana e os lagos da Lombardia, indo até Lugano na Suíça, que vc aliás me deu ótimas informações a respeito. Contudo, é maravilhoso saber que eu não sou a única. Bjs
PS: Adorei a história do seu pai e sua madrasta. Tomara que eles curtam muuuuuuuito essa viagem!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...